domingo, 31 de julho de 2016

Falando sobre a Fé Religiosa

                       

    Sempre ouvimos falar para elevarmos nossa fé, não deixar que o
desânimo, as dores, as angústias, os sofrimentos não consigam derrubar
nossa fé.

    Mas o que seria a fé?

    No idioma hebraico, um dos registros mais antigos da palavra fé,
"emuná", aconteceu no livro de Habacuque, volume sagrado da fé
judaica, também presente no Velho Testamento da Bíblia Sagrada cristã.
Os principais significados da palavra "emuná" são: fidelidade,
confiança e lealdade.

    No Grego, fé é "pistia" e quer dizer "acreditar"; no Latim o
termo "fides", aponta para uma postura e uma posição de
"fidelidade".

    Mas como colocar essa tão sagrada palavra no que se diz religião?

    No âmbito religioso, a fé é um dom daqueles que cumprem
genuinamente os conceitos apregoados por sua religião ou crença. Ter
fé também se aproxima de possuir uma religião ou um culto. Exemplo
disso é a já conhecida expressão "fé cristã", "fé islâmica" ou "fé
judaica".

A Fé" é uma esperança, uma convicção total e completa em alguma coisa
ou alguém, mesmo que não exista comprovação, evidência, sinal ou fato.

    Liricamente, a fé é inimiga da dúvida, e companheira da firmeza,
da força e da segurança. Em determinados momentos da vida, como
tribulações emocionais como tristezas, traições, desilusões amorosas -
ou físicas, como - doenças passageiras ou incuráveis, agir com fé é
ter expectativa de que alguma coisa irá se transformar para melhor; é
ficar esperando algo que instintivamente se sabe que irá acontecer,
assim como alguém que bate na porta espera, com confiança, que ela irá
abrir.


    A fé é algo um tanto misterioso, porém algo que entendemos que
existe, tanto que ela é estudada pela ciência. Vem sendo determinada e
medida através de experiências por diversos estudiosos, e em diversos
países. Esses estudos e comprovações foram testados em casos diversos
pois o poder da oração feita com fé já foram testados em casos de
saúde e demonstraram com grande êxito sua efetividade, através da fé e
da oração.

    Um dos grandes erros dos seres humanos é confundirem a fé com a
ansiedade, pois dizendo ter fé, estão apenas apresentando grande teor
de ansiedade, e assim, após acharem que estariam elevando a fé,
cobram de uma forma incerta a aqueles que tentaram demonstrar essa
falsa fé. Isso acontece muito por consulentes, que vem buscar auxilio
com as Entidades de Luz da Umbanda, pois elevam a ansiedade,
demonstrando aquilo que estão desejosos, torcendo para que aquilo que
querem aconteça, mas não com fé, e sim pela ansiedade, que acarreta
uma cobrança sem noção e nexo.

    Essa falta da verdadeira fé, faz com que muitos consulentes
descriminem certas Entidades de Luz, certos Terreiros de Umbanda e
certos Zeladores de Santo, pois quantos, na demora no atendimento à
sua vontade, emitem conceitos negativos (do tipo, somente eu não
consigo, acontece somente comigo, como sou infeliz, etc.) Que vão para
o espaço, e retornam à mesma pessoa, seja pela emissão de vibrações
negativas. Tudo isso acontece pela falta de fé, confundida com a
ansiedade que tem na busca de solução para seus problemas pessoais.

    A fé real não é apenas crer em Deus, nos Orixás, nas Entidades de
Luz, nos Santos, é saber que existem essas forças, e estão presentes
em nossa vida e em nosso caminho. Na questão da fé em Deus, temos que
ter a convicção de que ele vive dentro de nós, e ele não se afasta de
nós, somos nós que nos afastamos dele, através de nossas más ações, de
nossos erros, nossa baixa energia e nossos valores errôneos.



    Muito já ouvimos nas casas de Umbanda a seguinte frase: "Quem
realmente tem fé treme e balança, mas não cai: filho de umbanda
balança, mas não cai". Essa frase de um ponto histórico, conhecido
por, provavelmente, todos os terreiros existentes no Brasil, dá uma
demonstração do que significa a fé para um umbandista. Mesmo nas horas
mais difíceis da vida ele se vale de suas Entidades de Luz e,
sobretudo, de Deus (Olorum, Zambi), aqueles momentos que considerava
impossíveis de superar. Essa é a fé que diferencia e que resguarda dos
malefícios do mundo.

    Infelizmente nenhum de nós, seja de qualquer religião ou dogma,
está livre, de em algum momento da vida, deixarmos que nossa fé perca
a força, que se abale, por qualquer motivo ou circunstância.

    Já observei muitas pessoas se desvincularem da fé, e muitas se
arrependerem por isso. Dentro da Umbanda, onde tenho  minha fé
religiosa plantada, adubada, e claro muitas colheitas vieram por esse
motivo, já observei muitas e muitas pessoas, que erroneamente se
deixaram abalar a fé, inclusive eu próprio.

    Mas a fé é ilimitada, é algo inexplicável, é algo divino, e basta
você se entregar novamente, que ela vai fazer sua alma brilhar
novamente, vai lhe entregar a Deus, vai lhe mostrar caminhos, por
mais dura que seja as provas que temos que passar, por mais
atribuladas que seja essa caminhada, com toda certeza sem a fé, seria
impossível chegarmos a qualquer lugar.

    Quando temos o abalo da fé, a perda de credibilidade dentro do que
é sabido na religião. Muitos fundamentos, grandes conhecimentos, a
verificação de mistificações, de falsos médiuns, de Zeladores de Santo
que se utilizam da religião para seus interesses pessoais, tudo isso
causa os abandonos de trabalhadores sérios das casas umbandistas.
Muitos desses desistem por não conseguirem elevar sua fé, e por muitas
vezes pelos erros humanos, julgam as Entidades de Luz, desistindo por
completo de tudo, deixando sua fé tão baixa, que não retornam nas
casas nas quais fizeram parte nem para resgatar suas Guias, suas
quartinhas de Anjos de Guarda, ou qualquer coisa que pertence ao
médium ou a Entidade que ele carrega na Coroa.

    Infelizmente isso acontece com frequência, e mais infelizmente
ainda ainda vai acontecer muitas vezes.

    Dentro da Umbanda, muitas pessoas acham que esse é um momento de
experimentação por parte dos Orixás, das Entidades de Luz, ou do
próprio Deus, para comprovar a nossa fé, e ver até onde podemos
aguentar. Outros julgam ser o momento quando o trabalhador da corrente
se sente muito cansado, seja pelas atividades, pelo dia a dia, pelas
exigências que uma Casa impõem em seu cotidiano ou por qualquer outro
motivo.


    Mas como faço para entender esses momentos de abalo de fé?

    Como devo proceder para não deixar minha fé se desmoronar?

    Em algumas buscas sobre esses fatos, entendemos que antes de
qualquer coisa, antes de qualquer decisão, antes de qualquer desânimo,
devemos relaxar a mente e a alma. Deixar o suposto problema ou fato
distante para refletirmos, verificar o quanto a fé que já
demonstramos ter algum dia, nos ajudou em algum momento. E então
dialogarmos com nosso espírito que fora abalado pela falta de fé, e
nesse diálogo levantarmos as seguintes questões:

O que houve com minha fé?

Por que deixei minha fé ser abalada?

O que está causando isso em mim?

    Certamente iremos encontrar diversas respostas para cada pergunta,
porém devemos analisar todas com muita atenção, pois algumas são
simplórias, e não merecem que deixemos abalar nossa fé.

    Dentre muitas respostas, na Umbanda, as que mais abalam a fé
contida em nosso ser, é a colocação da desonestidade, vaidade,
mistificação, crueldade, consulentes insatisfeitos com o que eles
acham que lhe é justo, Zeladores prepotentes que se utilizam da
Umbanda para interesses próprios, tais como dinheiro, sexo, fama, ou
qualquer coisa inventada pelo homem, que não conduz com a religião.

    Mas para deixarmos claro, que esses abalos de fé, independente da
causa, o que podemos notar é que a maioria das vezes os assuntos
externos à fé estão somatizando desânimo, desmotivação, baixando sua
vibração energética e lhe afastando das Entidades e da religião, mas
que esta última, a religião, é alheia a isso tudo.

    Normalmente o problema está dentro de nós mesmos, e isso é muito
difícil de ser assumido. O ser humano sempre tende a jogar a culpa nos
outros, do que se conscientizar de que a falha está em si mesmo.


    Agora que já refletimos, e talvez já tenhamos encontrado o motivo
desse abalo de nossa fé, a pergunta deverá ser mudada, e deveremos
fazer a nós mesmo a seguinte indagação:

    O que devo fazer para mudar?

    Antes de tudo, não se deixar envolver emocionalmente com erros
externos, de pessoas de baixo grau de espiritualidade, não trazer para
si as faltas de outras pessoas, evitar se colocar como vítima em
situações diversas, não se entregar ao ódio, rancor ou cólera por
entender que um médium ou zelador está se entregando a desonestidade,
a vaidade, a falta de humildade, a arrogância, a prepotência, enfim, a
erros de terceiros, que sabemos que atrapalha o bom andamento de uma
casa de Umbanda, e claro nos afasta pela nossa falta de fé no local.

    Trabalhe sempre em prol da espiritualidade maior, pois fazendo sua
parte, com certeza sua fé vai reinar.

    Faça sempre seu melhor pela casa de Umbanda que faz parte, isso
faz nossa alma se encher de luz, e as Entidades vão nos responder
positivamente, e assim nossa fé ficará sempre em alta.


    Devemos rezar firmemente para que nunca deixemos de crer, saber
que a fé realmente remove montanhas, e que termos essa luz além de um
bálsamo para o espírito, é também um presente de Deus.

*********************************************************************

A esperança e a caridade são uma consequência da fé. - Allan Kardec

A fé consola, , nos dá força e coragem para continuar a caminhada rumo
a Deus, nosso Pai Olorum.

A fé é algo que não se vê, se sente... - Carlos de Ogum

A fé é um clarão divino, refulgente, peregrino, que irrompe, trazendo a luz; A caridade é a expressão da personificação do mestre
amado.

A fé é um salto no escuro para os braços de Oxalá. Quem não tem fé não
salta e não é abraçado, fica apenas no escuro...

A fé é uma luz que brilha dentro da alma, espírito, coração; que vai
de encontro ao sagrado que nos dá vida, energia, paz, esperança.

A fé em Oxalá nos faz crer no incrível, ver o invisível, e realizar o
impossível.

A fé não é algo decorativo, ornamental. Ter fé significa colocar Oxalá
realmente no centro da nossa vida.

A fé não é palpável, a fé é um sentimento. Nunca perca a sua fé! Com a
sua fé e devoção chegará longe!

A fé não vem de fora para dentro e sim de dentro para fora. Cultive
sua fé em seu espírito.

A fé nos dá esperança e nos faz crer no melhor de Oxalá para nossas
vidas.

A fé une o que a religião separa. - Mãe Dirce de Oiá.

**********************************************************************

    Que Deus nosso Pai Maior com sua inesgotável sabedoria e amor,
fortaleça sempre a nossa fé, para que possamos ter esperanças e assim
conseguirmos caminhar rumo a evolução espiritual.

Salve a todos que tem fé, e proteção a aqueles que não tem.



Carlos de Ogum

53 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

A fé é o que nos move!
Lindo texto, ótima explicação.

Salve a Umbanda, fé que me guia!
Salve Zambi, Salve Oxalá!
Salve todos os Orixás e todas as Entidades de Luz!
Saravá!

Unknown disse...

A fé é individual... Uma mola para nossas vidas.
Interessante o texto.

Zequinha Ogã disse...

Salve Pai Carlos. Lindo texto sobre a fé.

Yara Jully disse...

Lindo demais esse texto Pai. Axé

Marilda Gama disse...

Maravilhoso texto mostrando a fé acima de tudo. Parabéns

Laura Gonçalves disse...

Adorei Pai. Fé sempre.

Cássia Flor disse...

Uma lição Pai, obrigado por me mostrar o caminho.

Sabrina Caroline disse...

Querido Pai Carlos, como sempre uma luz na vida de todos. Estava hoje
sem esperanças em um fato, e quando abri seu blog me veio esse divino
texto. O senhor é realmente uma luz a todos que buscam um caminho. Sua
benção amado pai Carlos.

Renatinha disse...

Saravá Pai, precisava mesmo desse texto. Salve.

Anônimo disse...

Que Deus abençoe a quem tem fé e proteja quem não tem. Saravá.

Tadeu Miranda disse...

Amei seu texto amigo. Parabéns.

Pamela disse...

Sua luz contagia Pai Carlos. Chorei lendo esse texto e vendo minha
falta de fé. Obrigado a Deus por ter colocado você em nossas vidas,
mesmo assim distante.

Anônimo disse...

Saravá aqueles que buscam a fé eterna.

Rita de Cássia disse...

Parabéns pelo texto Pai Carlos, uma luz na vida de quem precisa de
forças.

Anônimo disse...

Abençoado aos filhos que se utilizam da fé. Abençoado a esse amigo de
luz que mostra o caminho. Obrigado meu irmão de Umbanda por escrever
essas linhas tão importantes na vida de todos. Nunca me cansarei de
dizer que tenho você como um exemplo e que meus filhos de Santo sigam
sua espiritualidade e suas lições. Axé meu amigo. Mãe Maria de Oxum.

Martha Gama disse...

Olá,
Sabe, minha relação com a fé é pelo caminho da convicção. Descobri isso em meio as dores da vida. Nós podemos nos sentir miseráveis, vez por outra, é normal nos permitirmos sentir profundamente algumas questões. E a verdade é que só conseguimos fazer isso, quando a temos aqui,do nosso lado, inabalável!
Com a fé convicta é possível em meio à conturbação, perceber o novo surgindo sob a poeira da realidade.É possível ver a esperança que brota do caos com a consciência que as tempestades só levam o que já estava deteriorado.
Que nossos corações se fortaleçam a cada oportunidade de aprendizado.

Anônimo disse...

Salve Pai. Lindo texto.

Vera Carvalho disse...

Maravilha seuu texto sobre a fé. Gratificante ler coisas assim.

Jurema de Iansã disse...

Obrigado Carlos, sempre postando coisas maravilhosas e uteis.

Anônimo disse...

A luz de todos é a fé. Salve nossa fé

Jamille Couto disse...

Salve a f[e em meu coraçao

Reinaldo disse...

A fé é o caminho da esperança. Lindo texto Pai Carlos.

Margarida disse...

Abençoado seja as pessoas que tem a fé no coração. Saravá

Karinna Dutra disse...

Pai Carlos, seu texto foi muito bem colocado. Parabéns.

Jussara Faria dos Santos disse...

Na realidade não sei bem se tenho fé ou não, estou sempre com essa
dúvida. Acredito nas coisas quando estou rezando, mas sempre fico com um
pé atras. Será que tenho fé? O que poderá me dizer sobre isso Carlos de
Ogum?

Edna Marques disse...

Fé pequena palavra de grandes caminhos. Salve nossa fé.

Pietra Santos disse...

Gosto muito de seus textos pai carlos. salve a fé.

Anônimo disse...

Lindo demais saravá e fé aqueles que não tem

Lionora Campos disse...

A fé remove montanhas, nos cura doenças, nos traz paz. Salve a fé.

Anônimo disse...

... A fé em Oxalá nos faz crer no incrível, ver o invisível, e realizar o
impossível...

Maria Carolina Mendes disse...

Um axé especial a todos os irmãos ligados na fé. Salve sua coroa Pai
Carlos. Lindo texto.

Jaqueline Gata disse...

Oieeeee Pai Carlos, queria sua benção, hoje elevei minha fé para que
conseguisse essa graça. Me abençoe?

Carlos de Ogum disse...

Jaqueline, que Pai Ogum lhe abençoe, lhe guarde e lhe dê muito Axé em sua vida!

Carlos de Ogum disse...

Jussara, não! Você não tem fé! Pois a fé não tem desvios.

Axé!

Bianca Montes disse...

Ter fé em algo é viver de verdade, sem fé morreremos a mingua.

Anônimo disse...

Minha fé está abalada pai, tudo da errado, todos os caminhos estão
fechados, como crer nessa fé? que posso fazer?

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), a fé você tem ou não tem, independe de momentos bons ou ruins. Ter fé só nas alegrias é uma falsa fé; a fé verdadeira é aquela que buscamos e nos eleva nos momentos difíceis.

Reflita!
Axé!

Anônimo disse...

Abençou a todos que reinam sua fé pois assim falou Cristo, sua fé é
seu caminho.

Yara Jully disse...

Amém a nossa fé. Bença

Pedro Silva disse...

Eu estava sem minha fé. Achava que nem tinha mais, porém ao ler seu texto refleti e vi q vale muito mais a pena zelar por ela que a abandonar. Obrigado.

Ciganinha disse...

Tenho fé e sigo minha fé. Saravá pai adorei o texto

Regina Santos disse...

Salve pai. Salve a fé salve a Umbanda

Anônimo disse...

Salve nossa fé. Lindo texto

Anônimo disse...

Salve. Adorei esse texto e me trouxe ao caminho da fé. Tinha perdido mesmo. Obrigado

Ursula Marinho disse...

Abençoe senhor a minha vida e eleve minha fé.

Flor meiguinha 18 disse...

Amados temos que elevar nossa fé sim. Deus quer isso. Saravá a todos

Anônimo disse...

Lindo demais sarava

Josilanne disse...

Gostei muito desse texto senhor Carlos de Ogum. Refleti bastante.

Jadezinha disse...

Pai Carlos, a alguns meses atras conversei com você sobre minha falta de fé. Como sempre seu dialogo me mostrou muitos caminhos, hoje estou renovada na fé. Agradeço suas orientações, e agradeço muito por esse texto. Beijos e lindo axé

Anônimo disse...

Amo minha fé axé

Anônimo disse...

Sarava a umbanda religiao que me ensinou a ter fe sarava sarava sarava

Mary disse...

Texto lindo, emocionante e abençoado! A fé é o combustível para minha existência, Pai Carlos, e renovada a cada orientação do senhor. Muitos têm sido os desafios nos últimos anos, muitos têm sido os questionamentos das pessoas que me conhecem, e perguntam:- "- como você suporta?- A resposta única é :- "minha fé é meu alicerce! É minha luz! Confio e prossigo. As vezes não tão firme, mas sempre com a fé a me guiar. Que Oxalá o abençoe cada vez mais. Gratidão sempre, por todo ensinamento e paciência ! Axé, paz e luz!

Angelica Santos disse...

Se não fosse a fé eu não seria ninguem. Salve nossa fé

Postar um comentário

 
;