quarta-feira, 30 de dezembro de 2015 34 comentários

POEMA AO AMADO PAI OXALÁ POR CARLOS DE OGUM

 

Pai supremo de todos os Orixás,
senhor guardião e protetor do amor e da fé,
mestre amado em todos Jacutás,
reina com força na Umbanda e no Candomblé.

Seu poder todos respeitam e conhecem,
divindade suprema no céu e na terra,
de joelhos diante de ti permanecem,
aqueles que pregam a paz e odeiam a guerra.

Sua luz ilumina sempre meu caminho,
brilhante como o Sol refletido pelo mar,
com seu amor nunca estarei sozinho,
rezarei a ti e sempre vou te amar.

Querido Senhor rei do Sol e da vida,
a ti entrego meu estar e meu viver,
te busco em minha Umbanda querida,
e na Umbanda sempre sua benção vou ter.

Pai de todos os pais sagrados,
Orixá que comanda a terra e o universo,
a seu lado sempre terei caminhos iluminados,
me livrando de todo mal perverso.

Oxalá é o nome desse amado Orixá,
chegando a seus filhos como um facho de luz,
ilumina nossa vida e nosso Gongá,
esse é o filho de Deus nosso amado Jesus.

Tem nas mãos uma força divina,
um poder de amor e proteção,
na Umbanda traz luz e disciplina,
carregando todos filhos no coração.

Ele que faz o Sol nascer para nos aquecer,
e faz a noite para que nosso corpo possa descansar,
faz o vento, a chuva, as flores no jardim a crescer,
senhor de tudo e todos rei supremo que só nos faz amar.

Contigo não sofremos só temos melhoras,
mestre Jesus filho único de Deus,
Oxalá meu Pai e amigo de todas as horas,
protetor de todos, de espíritas aos ateus,

Sua imagem resplandece como um céu estrelado,
tuas mãos abençoadas acalmam meu ser,
preciso de ti sempre ao meu lado,
conduzindo meu corpo, minha alma e meu viver.

Contigo meu desespero se acalma,
tristezas em meu coração não terei,
tu meu Pai ilumina minha Alma,
pois tu és meu amigo, guardião, meu rei.

Teu manto branco me protegerá eternamente,
tirando do meu caminho o mal que teima em me derrubar,
a ti entrego meu espírito modestamente,
para que sua luz possa sempre me iluminar.

Senhor mestre do universo sagrado,
poderoso Pai da Umbanda e de todos os Gongás,
reconheço em ti um rei meu protetor amado,
divino cuidador de Médiuns e de todos os Orixás.

Sem ti o vento não ventava jamais,
a chuva deixaria de refrescar nossa terra,
seres humanos não teriam seus ideais,
sem amor e fé em ti, tudo seria guerra.

Ao Senhor entrego minha coroa para obter sua proteção,
para que nela possa estabelecer a caridade e a paz,
guardando todos ensinamentos no meu coração,
levando a caridade e a palavra de luz assim como o senhor faz.

Agradeço a amada Umbanda pelo caminho mostrado,
para que chegasse no bem das Entidades e na força de cada Orixá,
caminharei sempre por esse caminho iluminado,
levando a bandeira linda, a bandeira linda de meu amado Pai Oxalá.

Carlos de Ogum.


domingo, 20 de dezembro de 2015 59 comentários

Mensagem para fim de ano 2015 - Por Carlos de Ogum

     


    Amado Pai Supremo, senhor Deus do Universo.
Estamos chegando a mais um fim de ano.
E cá estou novamente abrindo meu coração  e entregando a minha Alma em
suas mãos, para que eu seja abençoado por ti, e que possa levar essa
sua maravilhosa benção a minha família consanguínea e também a minha
família espiritual, para que possamos ter a alegria de nos ajoelhar em
teus pés e lhe agradecer por tudo.

    Te agradecer por vencermos as batalhas do dia a dia, vencermos os
desânimos de caminhar, vencermos a vontade de vingança, vencermos o
desamor, o ódio, a desesperança, os males do corpo, as portas
fechadas, as pedras dos caminhos que tivemos que ultrapassar, a falta
de carinho com nossos semelhantes, e muitas vezes a falta de fé e
entendimento.

    Agradeço também Deus, pelo pão que não faltou em nossa mesa
matando a fome que teimava em querer ficar.
    Agradeço Pela água que acabou com nossa sede, pelo calor do Sol
que nos aqueceu em dias frios, pela chuva que molhou nossa terra, pelo
vento que nos refrescou a alma ardente, pelas flores que embelezaram
nossa caminhada.

    Agradeço também pelas pedras que estiveram em meu caminho, pois
sem elas não aprenderia a ultrapassar obstáculos, pelos males físicos
que me tomaram com intensidade, pois sem eles não entenderia que
poderia vencer as dores, pelo momento de desânimo que muitas vezes
tive com meus semelhantes, pois sem eles não perceberia o tanto de
egoísmo que ainda temos em nosso coração.

    Agradeço demais Pai pelos nãos que recebi quando buscava um sim,
pois assim entendi que o que eu recebo de ti são as coisas de que
necessito e mereço, e não daquilo que acho que preciso.

    Agradeço pela minha falta de entendimento nos acontecimentos do
mundo, pelo momento que não entendi o porque de algo, pela
incompreensão dos desígnios e vontades do próprio Deus, pois assim
percebo o quanto ainda tenho que evoluir e ser alguém melhor.

    Devo agradecer pelos novos amigos que juntamente com os antigos,
me acompanharam por todo o ano, e agradeço mais ainda pelos inimigos
que tu Senhor afastou de minha caminhada.

    Agradeço, meu Pai, pelo discernimento em perceber e saber responder
as questões colocadas pelas pessoas necessitadas de ajuda, e saber
mostrar a realidade da vida para aqueles que achavam que seus
problemas, muitas vezes mínimos, eram maiores do que de um semelhante
doente, faminto, desabrigado, desenganado.

    Agradeço meu Deus, pelas orientações recebidas pelos seus Anjos de
Luz, que chegaram a mim em formas de Orixás, Entidades de Luz e em
muitas vezes encarnados, para me mostrar o quanto precisamos nos unir
junto a fé para não desanimar.

    Agradeço a meu Pai Ogum pela força em guerrear pela paz, a minha
Mãe Oxum, por saber dividir meu carinho e minhas palavras a quem
necessitava, a meu Pai Xangô pela sabedoria de reflexão a cada caso, a
cada fato, a cada injustiça feita a um irmão, Agradeço também a
Iemanjá pelo amor que ela espalhou entre meus semelhantes, a Pai
Oxossi pela força para caminhar sempre a diante, a bela Mãe Iansã
pelas batalhas vencidas, a Pai Obaluaiê/Omulú por cada desencarnado
encaminhado a luz, a Nanã Buruquê por cada lição aprendida e ao meu
Pai Oxalá pelas horas de reflexão, de humildade, de recomeço, não só
para mim, mas para todos que elevaram sua fé as forças da natureza.

    Agradeço demais meu Deus, a possibilidade de poder responder
questões voltadas a espiritualidade. Responder de forma sensata as
questões de pessoas que realmente estavam em desespero, e responder
com convicção as pessoas que em suas mentes criavam fatos, e
acreditavam ser os maiores problemas, sem ao menos olhar seu
semelhante que sofria com fatos reais, como males do corpo, fome,
perdas.

    Por essa forma agradeço também as palavras que sempre me
conduziste a dizer a essas pessoas egoístas, injustas, mesquinhas, que
imaginam que a Umbanda é magia, bruxaria ou feitiçaria, tentando usar
de nossa religião algo que pudesse fazer mal a semelhantes.

    Ao Senhor, meu Deus, a todos os Orixás e a todas Entidades de Luz
entrego em vossas mãos tudo que foi realizado esse ano.

    Todas as vitórias, tanto minhas quanto de meus semelhantes que
passaram em nossa casa.

    Tudo que foi criado para entendimento de nossa religião, de nosso
viver, de nossa evolução, não só como de ser encarnado, mas também de
nosso espírito.

    Entrego em vossas mãos todo nosso trabalho espiritual realizado.
Todas as palavras ditas para elevação da fé.
Toda a ajuda cedida aos desesperados e desamparados.

    Amado Deus, gostaria de entregar para sua guarda e proteção,
todos os amigos que de alguma forma percorreram o caminho da caridade,
do amor e da paz.

    Desejaria entregar para sua sagrada benção, todos aqueles que se
aproximaram de mim por todo esse ano, em busca de um gesto de luz e
fé, para que o desânimo não tomasse conta de sua jornada tão difícil.

    As pessoas que estão hoje tão perto, mesmo distante, de nosso
convívio, pediria que os abraçassem com fervor, para trazer-lhes a
confiança e a esperança de um ano melhor.

    Peço querido Pai, uma proteção especial para aqueles que no
momento de angustia me pediram minhas mãos como auxilio, e peço também
para aqueles que nos meus momentos de tristeza, dor e desânimo me
estenderam as mãos para que eu pudesse caminhar.

    Faço um agradecimento especial a todas as Entidades de Luz que
sempre me deram uma resposta em momentos que me achava perdido. Que
sempre acenderam uma luz em forma de palavras para que eu tivesse a
resposta a quem a mim buscava um caminho.

    Mas como agradecer não é tudo, venho humildemente Senhor,
pedir-lhe perdão.

    Perdão pelas vezes que a paciência me faltou.

    Pelas palavras mal ditas que me escapavam.

    Pelo tempo gasto em coisas desnecessárias.

    Pelo dinheiro desperdiçado em coisas sem utilidade.

    Pela falta de preparo para lidar com algumas pessoas ou fatos.

    Perdão meu Pai, pela Oração que não foi feita em hora de
necessidade, ou não passada para a pessoa devida no momento correto.

    Perdão por eu não ter agradecido por alguma benção, e perdão por
eu pedir o que não era de meu merecimento.

    Perdão pelo mau humor, pela reclamação desnecessária, pelo
nervosismo excessivo, pela cobrança, pelo tom de voz mais alto e
agressivo.

    Perdão por não me lembrar da fome que se espalha pelo mundo,
enquanto fazemos nossas refeições.

    Perdão por eu não poder realizar sonhos de salvar crianças
famintas, desamparadas, sem lar. Talvez pelo fato de pensar muito em
minha própria família.


    Pai Eterno e amado, a ti peço forças para adentrar nesse novo ano.
Ano de luz, de paz e de esperanças, de sonhos e vitórias, pelo menos
que desejamos dentro de nosso ser. Mas que na realidade não sabemos o
que vem pela frente, como passaremos, quantas lágrimas perderemos e
sorrisos daremos. Ano no qual não temos a noção de quantas orações
precisaremos, de quantos caminhos abertos possuiremos, de quantos
obstáculos teremos que remover. E novamente após muitos e muitos dias
de esperanças e desesperanças, chegaremos de cabeça baixa, e
ajoelharemos a teus pés, para novamente rogar por bençãos, ajuda, luz
e paz, talvez nos esquecendo novamente de agradecer.

    Portanto Deus amado, antes desse esquecimento, venho a ti nesse
momento já agradecendo. Agradecendo por minha vida, pela vida de meus
familiares e meus amigos, pelas pessoas amadas, que mesmo distante se
tornam tão presentes. Também por todos nós peço muita paz,
compreensão, amor e humildade.
Peço sorrisos sempre abertos, força para sobrevivência, entendimento
sobre tudo, bondade e otimismo, caridade extrema.

    Peço também Pai, que feche meus ouvidos para as palavras de
falsidade, minha boca seja fechada para a maledicência.

    Peço que eu seja luz a quem busque um caminho na escuridão, paz
a quem se encontra desesperado e a quem perdeu a fé, que eu seja um
irmão afetuoso trazendo esperanças para um dia melhor.

    Deus, me de forças por todo esse ano, para que eu consiga espalhar
a bondade de seu nome pelos quatro cantos desse mundo, e assim criar
uma corrente de fortes elos, de amor, paz, caridade, fraternidade,
bondade, esperança e fé.


    Peço humildemente que plante no coração das pessoas que vierem a
ler essa mensagem, a pequena semente da caridade, para que assim essa
semente germine, cresça e frutifique em vários corações, fazendo de
nossa corrente de luz, um caminho de amor a nossos semelhantes, e ao
próprio Deus, por todo esse ano que está se iniciando.

    Que Deus Pai todo poderoso, todos os Orixás e todas as Entidades
de Luz abençoem a todos os irmãos ligados na fé, sejam eles
umbandistas ou não, de todas as raças, etnias, posição social ou
opção de vida, não só nesse ano que está nascendo, mas por toda a
vida encarnada e espiritual.

    Que as bençãos de luz sejam derramadas sobre todos!

Que assim seja, e assim será!

    Um maravilhoso ano de Oxalá a todos.

    Feliz 2016 com as bençãos de todos Orixás e todas as Entidades de Luz.



Carlos de Ogum

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 31 comentários

POEMA A MÃE IANSÃ - POR CARLOS DE OGUM


Guerreira suprema que peço proteção,
sublime rainha dona da beleza,
a ti entrego minha alma e meu coração,
senhora divina deusa da natureza.

Mãe amável de grande poder,
abençoa sempre os filhos teus,
peço minha guerreira venha me valer,
me abençoando em nome de Deus.

Iansã é o nome dessa bela Orixá,
que reina e domina a morte e a vida,
enviada do céu por Pai Oxalá,
Santa Bárbara minha protetora querida.

Iansã sempre me abençoando com sua luz,
chuvas para lavar a terra ela nos trás,
linda bela Oiá enviada por Jesus,
com seus ventos ela vem semeando a paz.

Menina bela de cabelos cor de ouro,
dominadora de raios que corta o céu de Oxalá,
é Iansã mãe divina meu grande tesouro.
poderosa guerreira linda Orixá.

Deusa bela da tempestade, fogo e sensualidade,
Mãe linda que protege todas as mulheres lutadoras e guerreiras,
nunca estaremos só se com ela tivermos cumplicidade,
Iansã a Orixá, que com Xangô reina nas pedreiras.

Iansã rainha do fogo, da faísca e do trovão,
tem força suprema no reino de Aruanda,
verdadeira guerreira lutando com a espada na mão,
retirando obsessores de nossas giras de Umbanda.

Pedimos a ti Santa Sagrada,
respostas para nossas orações,
secando nossas lágrimas minha Orixá amada,
abençoando e deixando em paz nossos corações.

A ti  pedimos ensinamentos para guerreiros nos tornar,,
para que nessa caminhada lutemos com amor e caridade,
e todas as dificuldades dessa vida possamos enfrentar,
e junto a ti levarmos amor, carinho e fraternidade.

Iansã divina Orixá da Umbanda,
a bela rainha de nosso Gongá,
saravá Oiá e toda sua linda banda,
trazendo luz suprema de nosso Pai Oxalá.

Dos raios, vento e tempestade,
essa linda Orixá é a Deusa suprema,
espalhando luz, amor e caridade,
mostrando sempre sua força extrema.

A ti amada e maravilhosa Iansã,
pedirei sempre proteção,
como raios do Sol pela manhã,
a divina Oiá sempre vai me estender a mão.

Não receie os ventos dessa guerreira bela,
pois são ventos para colocarem as coisas no lugar,
nos protegendo e guardando de uma maneira singela,
então deixe os ventos de Iansã, deixe os ventos ventar.

Com amor e grandioso carinho,
rogarei a ti minha amada Orixá,
tire sempre as pedras de meu caminho,
rezarei assim a minha sagrada e bela Oiá.

Com a força de Ogum, Oxum, Xangô, Iemanjá ou Nanã,
também de Obaluaiê, Oxossi, Omulú e de todos Orixás,
vencedora de mazelas, lutadora sem tréguas é minha Mãe Iansã,
aquela que reina pelo comando de meu Pai Oxalá.

Divindade tão linda do meu coração,
a teus pés me ajoelho em teu Jacutá,
rainha tão bela faço a saudação,
falando a todos Eparrei, oh Eparrei bela Oiá.

E com grande amor que temos por Iansã,
a saudamos pedindo proteção a mim e a você,
que esteja e nossos caminhos pela noite e pela manhã,
esse é o desejo dos filhos do Terreiro Pai Ogum Megê.

Saravá Iansã!

Eparrei Oiá!


Carlos de Ogum.



 
;