quinta-feira, 10 de setembro de 2015

POEMA AS IBEIJADAS DO TUPOM - POR CARLOS DE OGUM.







Poema as Ibeijadas do TUPOM - Por Carlos de Ogum.

Em um dia de grande festa e luz,
essas crianças eu vi brincar,
trazendo a alegria do menino Jesus,
crianças de Umbanda que nos fazem amar.

Tem no rosto um sorriso aberto,
no coração a caridade e amor,
elas vem tanto do mar como do deserto,
da cachoeira ou de um jardim de flor.

São  as amadas crianças de Umbanda,
que vem trabalhar em nosso Gongá,
com carinho vem trazendo sua banda,
todas trabalhando em nome de Pai Oxalá.

São amadas e nos fazem rir bastante,
nos trazendo paz ao coração,
com suas caretas e travessuras gigantes,
elas vem brincando e nos dando proteção.

Choram e gritam, dando até gargalhada,
fazendo sempre seus trabalhinhos,
nossas crianças, nossas queridas Ibeijadas,
correndo, pulando e cantando como os passarinhos.

Cada uma vem na Umbanda para saravá.
jogam bola, brincam de carrinho e de boneca,
sempre respeitando a luz do Gongá,
mesmo sendo aquela criança a mais sapeca.

Seja de Ogum, oxum, Iansã ou de Iemanjá,
de Oxossi, Nanã, Xangô, Omulú ou de Obaluaiê,
não importa a irradiação do Orixá,
elas vem para abençoar e proteger a você.

Em nossa roça as crianças podem brincar,
pipocas, frutas, doces ou balas todas vão comer,
depois sentadinhas seu guaraná tomar,
diversão, alegria e felicidade aposto que vão ter,

São crianças tão belas meigas e carinhosas,
que agora nessas linhas vou apresentar,
com seus trabalhos de grande forças poderosas,
em nossa casa sempre vem nos ajudar.

A linda Aninha Estrelinha do Mar,
sempre atenta a tudo que acontece no Terreiro,
a ela peço para me abençoar,
e que nos livre de todos os mandingueiros.

Ela vem sempre com cabelo amarradinho,
com suas fitas vermelhas para embelezar,
tem no coração muito amor e carinho,
e um sorriso que só nos faz encantar.

Tenho agora aqui a Mariazinha da Praia,
que na verdade temos a pequenina e a mocinha,
são duas com esse nome sacudindo a saia,
enquanto uma chora a outra parece uma sinhazinha.

A pequenina parece ser sempre envergonhada,
e a mocinha com olhar muito atento,
as Mariazinhas deixando a Umbanda encantada,
e a todos com o coração sem tormento.

A sapeca Rosinha menina linda de nosso Gongá,
com seu jeitinho meigo e sempre muito falante,
trabalha na linha de Obaluaiê, Omulú e até de Iemanjá,
nunca para parecendo uma pipoca saltitante.

Ela sabe que tem como nos ajudar,
e com fala meiga assim sempre faz,
obsessores ela sabe enganar,
acabando com o mal e o bem ela sempre traz.

Zezinho menino lindo e muito esperto,
vem na Umbanda e diz "vamos saravar",
conquista a todos com seu sorriso aberto,
esse é o Zezinho menininho das ondas do mar.

Quando chega se agarra no braço de alguém,
balançando pra lá e pra cá,
sempre diz assim seja ou amém,
de olhos fechadinho ajoelhado no Gongá.

Juquinha negrinho que está para aparecer,
ainda não desce no terreiro para trabalhar,
sua história Preto Velho contou e você pode crer,
que Juquinha logo chegará em nosso Gongá.

Negrinho lindo de olhos arregalados,
sempre de roupa rasgada e de pés no chão,
esse é Juquinha protetor dos indiscriminados,
guardando todos no coração.

Joãozinho com esse nome temos dois no Terreiro,
sempre comendo frutas e bebendo guaraná,
Joãozinho das Matas o pequeno Curumim guerreiro,
e Joãozinho de Xangô que ilumina nosso Gongá.

Um indiozinho com seu arco e flecha na mão,
o outro pequenininho tem a grande força da pedreira,
o caçador corajoso ele não tem medo não,
e o miudinho tem magia que não é brincadeira.

Agora vamos falar de um menino esperto e corajoso,
que é sapeca, carinhoso, travesso e brincalhão,
ele também é amigo, fiel e muito amoroso,
e carrega todos que ama dentro do coração.

Seu nome é Cosmezinho de Oxum é sua irradiação,
aquele que vive brincando com a ponta do nariz,
vê todas as crianças assim como um irmão,
fazendo de suas brincadeiras um modo de nos fazer feliz.

Cosmezinho é o menino que puxa o trem da diversão,
trazendo a Rosinha, Mariazinha, Joãozinho para fazer a festa,
vem a Aninha, Juquinha e Zezinho lhe dando a mão,
todos juntinhos dançando e cantando seresta.

Sua força maior está dentro do coração,
e nunca deixa um amigo chorando e com dor,
ele se faz de desentendido mas é um espertalhão,
e entende muito bem a diferença de ódio e de amor.

De azul ele vem dos pés a cabeça,
mostra a esperteza de Oxossi e força de Ogum,
mas independente de tudo que aconteça,
ele é meigo e amável como sua mãe Oxum.

Essas são as crianças amadas de nosso Terreiro,
crianças que com brincadeiras nos abrem caminhos,
são todos graciosos, amáveis e companheiros,
com esses Anjos sabemos que não estamos sozinhos.

A cada trabalhinho feito acende uma luz,
estendendo suas mãozinhas a mim e a você,
são Ibeijadas as crianças de Jesus,
que para nossa felicidade estão no Terreiro Pai Ogum Megê.

Salve as Ibeijadas!

Salve as Crianças de Umbanda!

Carlos de Ogum.





30 comentários:

Cris Moço disse...

Lindo Post Salve as Crianças!!!

Anônimo disse...

A crianças lindas. Amei demais. Lucia Rosa

Aninha de Iemanjá disse...

Eu vou formar uma ciranda com os Anjinhos de Aruanda do meu Pai Oxalá... 🎵
Lindas e amadas crianças as quais tenho o prazer de trabalhar e cambonar. Minhas pequenas Mariazinha da Praia e Aninha Estrelinha do Mar, obrigada por tudo! Ter vocês duas na coroa é uma abençao e sou grata por toda proteção e alegria que me trazem.
Esse trenzinho formado por anjos nos dá tanta paz que só poderia vir de crianças tão especiais como essas.
Poema lindo, meu Padrinho!
Salve os Erês da TUPOM,
Salve sua luz,
Oni Ibeijada!

Aninha de Iemanjá disse...

Eu vou formar uma ciranda com os Anjinhos de Aruanda do meu Pai Oxalá... 🎵
Lindas e amadas crianças as quais tenho o prazer de trabalhar e cambonar. Minhas pequenas Mariazinha da Praia e Aninha Estrelinha do Mar, obrigada por tudo! Ter vocês duas na coroa é uma abençao e sou grata por toda proteção e alegria que me trazem.
Esse trenzinho formado por anjos nos dá tanta paz que só poderia vir de crianças tão especiais como essas.
Poema lindo, meu Padrinho!
Salve os Erês da TUPOM,
Salve sua luz,
Oni Ibeijada!

Anônimo disse...

Meu Pai Carlos, que coisa linda, vi as crianças brincando. Amei.
Janete Freitas.

Anônimo disse...

Meu amigo Carlos se superando de novo nos poemas e no amor as
Entidades. Divinamente lindo e gracioso. Parabéns por tudo que faz em
favor da Umbanda. Eu imaginei cada rostinho e cada jeitinho dessas
lindas crianças. Axé meu querido irmão. Mãe Maria de Oxum.

Anônimo disse...

Lindo demais. Amei. Rafaela.

Anônimo disse...

Salve as criancinhas de Umbanda. Poema lindo e cheio de amor.
Parabéns. Márcia Brotas

Anônimo disse...

Fiquei com muita vontade de falar com todos esses anjinhos. Lindo
poema pai. Karen Dutra

Fabíola disse...

Que gracinha meu pai. Seu amor demonstrado através dessas linhas são
extremamente maravilhoso. Fabíola.

Renatinha disse...

Amo as crianças, amo Mariazinha. Oni Ibeijada. Renata Ramos.

Anônimo disse...

Que lindeza meu paizinho, o senhor é muito talentoso com as palavras.
Parabéns. Millena Oliveira.

Anônimo disse...

Adoreeeeeiiii demaaaais. Quero muito conhecer essas crianças. Axé.
Janaína de Paula.

Anônimo disse...

Lindo. Parabéns. Flávia

Maristella disse...

Amei muito muito muito. Amo as crianças de Umbanda. Lindo esse poema.

Anônimo disse...

Poema lindo. Parabéns. Axé. Fabiano de Oxossi

Pamela Rios disse...

Seus poemas são sempre lindos. Mas esse eu me apaixonei e vou guardar
com carinho. Muito lindo. Pamela Rios

Marcos Diego da Cunha disse...

Lindas palavras. Um verdadeiro poema de amor e carinho as Ibeijadas.
Meus parabéns.

Anônimo disse...

Poeminha lindinho pai. Amo as criancinhas. Bença. Nandinha

Anônimo disse...

Saravá todas as crianças, em especial a Rosinha que amo de paixão.
Renata Vasconcellos

Anônimo disse...

Lindo pai. Parabéns. Um encanto suas palavras. Pat Almeida

Anônimo disse...

Gostaria muito de ir em uma gira de criança. Minha familia é
evangelica e dizem que é coisa ruim. Mas eu amo a Umbanda, e amo tudo
que leio sobre as crian~ças. Querooooooo ir na festa de Ibeijaaaadaaa.
rsrs. Moniquinha.

Anônimo disse...

Saravá Pai, Oni Ibeijada. Parabéns pelo texto, nos deixa ainda mais
apaixonados por essas entidades de luz. Renato Mendes.

Larissa disse...

Lindo demais. Parabéns. E eu ja me apaixonei pelo Juquinha. Quero que
ele venha logo logo. Oni. Larissa Dutra.

Anônimo disse...

Lindo poema meu pai Carlos. Amei, queria muito ir em uma gira de crianças. Beijos. Paolinha

Felipe disse...

Salve as Ibeijadas. Salve todas as crianças da tupom. Oni

Ana Clara Barroso disse...

Coisa mais linda. Amo as crianças. Saravá Mariazinhaaaaaaaa. Saravá todas as criancinhaaaaaaas.

Bianca disse...

Muito fofinho. Amo as crianças de Umbanda. Lindo poema querido Pai Carlos. Oni

Karinna Dutra disse...

Coisa linda demais to apaixonada. Saravá Oni

Anônimo disse...

Salve Ibeijada. Salve todas as crianças

Postar um comentário

 
;