sexta-feira, 10 de julho de 2015

Poema a Pai Xangô - Por Carlos de Ogum

             

O céu clareou lindamente,
o barulho de um trovão ecoou,
da pedreira sagrada incandescente,
a imagem de um Orixá brilhou.

Nas mãos tinha seu livro sagrado,
ao seu lado um feroz leão,
entendi que era muito respeitado,
o grande Orixá vindo do Panteão.

Muitos se curvaram diante de seu poder,
pois a justiça ele dominava,
esse Orixá passei a amar e crer,
de joelhos sua proteção clamava.

Orixá que decide sobre o bem e o mal,
poderoso senhor do raio e do trovão,
Rei divino de poder sem igual,
sempre disposto a seus filhos dar proteção.

Seu machado poderoso corta dois lados,
sua justiça e aplicada em nome de Oxalá,
leva a lei a seus filhos amados,
e ilumina a Umbanda e nosso Gongá.

Senhor divino que rege a inteligência,
Pai supremo dos estudos e estudantes,
Orixá dono de uma suprema imponência,
elevando seus filhos de modo constante.

Seu nome é cravado na pedreira,
seu poder tem o respeito dos Orixás,
grande pacto com Iansã Guerreira,
força tão extrema de todos os Gongás.

Xangô é o nome desse Pai divino,
Pai respeitador e dominador das leis,
pedindo sua proteção Xangô rei do ensino,
dando sua proteção Xangô assim o fez.

De braços abertos fui na pedreira de Pai Xangô,
veio ele trazendo bençãos a meu Gongá,
para as terras de Umbanda ele me chamou,
a fazer o bem em nome de Pai Oxalá.

Xangô deus do fogo grande justiceiro,
filho de Oxalá e a linda Iemanjá,
seu nome tem a força como Ogum Guerreiro,
Xangô razão divina, grande Orixá.

Xangô tem no fogo seu elemento,
é meu Pai e dono de minha razão,
sigo sempre seu fundamento,
tenho Xangô como Orixá de coração.

Na Umbanda amo seu trabalho e poder,
ser seu filho eleva ainda mais minha fé,
tenho nesse Orixá o meu bem querer,
por isso digo: Xangô Caô Cabecile Axé.


Carlos de Ogum

30 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

Lindo poema, Padrinho!
Salve Xangô, salve sua justiça, salve sua luz!
Proteção hoje e sempre!
Kaô Kabecilê Xangô!!!!

Anônimo disse...

Lindo poema!!!! Salve Pai Xangô!!! Kaô kabecilê xangô!!!!! Priscila

Anônimo disse...

Lindo poema a nosso Justiceiro Xangô.

Anônimo disse...

Amei seu poema meu amigo Carlos. Saravá Xangô. Tereza Lima

Anônimo disse...

Lindas palavras. Adorei. Raquel.

Anônimo disse...

Homenagem mais que merecida. Caô Xangô. Parabéns. Fabiano Paixão.

Gizele Aquino disse...

Salve nossa Pai Xangô
Kaô Kabecilê Xangô

Posso compartilhar ?!!!!
Vou citá-lo ok

bjs!!! e axé

Anônimo disse...

Parabéns Carlos. Saravá Xangô.

Anônimo disse...

Lindo demais. Adorei salve meu Pai Xangô. Beth.

Anônimo disse...

Depois de ler essas linhas devo dizer que estou bem emocionado. Ainda
mais que acho que tenho Xangô na coroa. Obrigado. Pablo.

Anônimo disse...

Divinamente lindo como todos os outros poemas que já postou em seu
blog. Indico a todos que ainda não leu os outros que o façam. São
simplesmente divinos. Que Xangô de muito mais luz a seu raciocínio e sua
inteligência, que já são tão especiais, assim como demonstra em suas
palavras, frases, poemas e textos maravilhosos. Muita paz meu irmão de
fé. Mãe Maria de Oxum.

Anônimo disse...

Parabens por tudo que nos ensina com seus textos. Esse poema a xango
está lindo.

Anônimo disse...

Achei lindo demais Pai Carlos de Ogum. Obrigado por compartilhar.
Jussara Guedes.

Anônimo disse...

Pai Carlos novamente descrevendo seu amor pelos Orixás. Cada dia mais
lindo seus poemas. Riandra Gouveia.

Anônimo disse...

Pai adorei mais esse. Vou imprimir e colocar na minha pastinha que o
senhor conhece. rsrs. Beijos. Nathalia

Anônimo disse...

Caô Xangô. Merecedor de todas as homenagens. Axé.

Anônimo disse...

Lindo lindo. Caô Xangô. Parabéns pelo texto.

Anônimo disse...

Adorei seu poema. Parabens. Axé.

Anônimo disse...

Sua benção Pai Carlos. Gostaria de dizer que amo seus textos, todos
eles, mas quando posta poemas adoro muito mais. São palavras de carinho
puro para nossa Umbanda e nossos Orixás amados. Rosalina Resende.
17 Outra obra de arte. Parabéns por tudo que nos proporciona em nome da
Umbanda. Gabriel Shinnayder.

Anônimo disse...

Amei demais. Seus poemas mexem com nossa alma. Amo a Umbanda, amo os Orixás e amo as Entidades. E amo tudo que escreve querido Carlos. Um beijinho de axé. Monique Meneses

Anônimo disse...

Sou filho de Xangô, tenho muito orgulho de meu Orixá. Fiquei encantado com esse poema, gostaria de agradecer pelas lindas palavras a meu pai, e dar os parabéns. Grande axé para o senhor. Ronaldo Santos. Ronaldo de Xangô.

Anônimo disse...

Li e reli esse poema umas 10 vezes. Me apaixonei por cada linha. Saravá Xangô; Sua benção pai Carlos. Thamires Quercia

Douglas Pereira Santana disse...

Palavras e rimas feitas com perfeição
Parabéns Carlos

Anônimo disse...

Caô Pai Xangô. Merecedor dessas palavras lindas. Axé. Marcio

Anônimo disse...

Lindo poema amigo Carlos. Parabéns. Abração

Janaina disse...

Lindo demais. Parabens meu Pai Carlos.

Anônimo disse...

Caô Pai Xangô. Belas palavras Pai Carlos. Saravá Xangô.

Anônimo disse...

Lindo demais. Parabéns. Yara.

Karol Macumbinha disse...

Lindo poema pai. Caô Xangô

Heloisa Santos disse...

Caô Cabecilhe Axé Pai Xangô. Merecedor dessas lindas palavras

Postar um comentário

 
;