sábado, 30 de maio de 2015

Poema aos Pretos Velhos da TUPOM - Por Carlos de Ogum

   



Dia lindo e maravilhoso,
no reino de meu Pai Oxalá,
nos abençoe divinos Pretos Velhos,
Pretos Velhos do meu Gongá.

Caridosos e com amor no coração,
esses velhinhos sempre nos ensina a viver,
com um sorriso humilde e sua benção,
junto a nós ficam,  basta apenas neles crer.

Um a um, vamos aprendendo a amar,
sem distinção de qual trabalho for,
pedindo paze saúde para caminhar,
distribuindo suas bençãos, todos vem nos dando amor.



Vovó Cambinda nossa amada eterna,
sempre dizendo como caminhar,
na coroa vinha por parte materna,
hoje  ainda faz no Terreiro nos abençoar.



Vovó Joaquina centenária de caridade,
com seu sorriso meigo e encantador,
benzedura forte contra ódio ou falsidade,
vovozinha linda de coração repleto de amor.



Pai Cipriano Mestre das magias e encantos,
que entregava sua vida pela vida de um irmão,
por muitas e muitas vezes secava as dores dos prantos,
apenas com lindas palavras que vinha do coração.



Vovô Chico respeitado na Umbanda,
sempre teve a magia e o poder,
com humildade ele pede e não manda,
que seus filhos rezem para a fé estabelecer.



Pai José grandioso benzedor,
firmeza extrema de nosso Gongá,
olha seus filhos cuidando como uma flor,
pedindo sempre paz a nosso Pai Oxalá.



Vovô Joaquim sagrado rezador,
o mais ancião de todos anciões,
não se cansa em espalhar o seu amor,
iluminando dia a dia todos os corações.



Vovó Anita a Preta Velha doceira,
que com sabedoria as doenças curava,
seja com ervas, raizes ou fruto da goiabeira,
essa vovó todos os males acalmava.



Pai Isidoro negro forte e boiadeiro,
trabalhando sempre com o Guardião Exú.
rezava desde mal olhado a cobreiro,
desobsessão, descarregos, Kiumbas entregando tudo ao mestre Omulú.



Vovó Maria Conga de reza forte e encaminhamento,
que eleva a força espiritual dos filhos de luz,
não deixando para trás nenhum mal ou sofrimento,
entregando seus filhos no colo de Jesus.



Pai Antero, boiadeiro de força grandiosa,
todo dia me estende a mão,
suas rezas e benzeduras tão poderosas,
me eleva, purifica, me tirando da escuridão.



Vovô Benedito velhinho falador e sorridente,
com sua alegria nos encanta com amor,
conta "causos" e mais "causos" com seu jeitinho diferente,
falando de aventuras com seu modo sonhador.



Vovô Rei Congo meu amado Mentor,
que me acompanha e me cuida com grande dedicação,
não sei como agradecer tamanho amor,
com esse carinho imenso de coração.

Esses são nossos amados velhinhos de fé,
e a eles entregamos nosso caminhar,
temos muito carinho representados com axé,
Pretos Velhos divinos que nos ensinam a amar.

A todos pedimos a benção com carinho,
e com carinho dizem: "Que Zambi abençoe a vosmicê.
É muito bom viver como pássaros nesse ninho divino,
nesse ninho abençoado de nome Terreiro Pai Ogum Megê.


Carlos de Ogum

37 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

Lindo! Simplesmente lindo! Obrigada por ter lembrado das minhas amadas vovós, Anita e Maria Conga. Obrigada por tudo, Padrinho!

Anônimo disse...

Lindo!!! Amo muito todos eles!!! Amo tanto que chego a chorar só de falar neles!!! A benção pretos velhos do terreiro Pai Ogum Megê!!! Priscila

Anônimo disse...

Lindo demais. Um poema que poderia virar oração. Amei demais.

Cris Moço disse...

Muito Lindo que nosso Pretos Velhos nos abençoe nos dando saúde,paz e que nossos caminhos sejam abençoados todos os dias... Axé!!!

Fabiano DE SOUZA CORDEIRO disse...

Salve as almas. Salve os pretos velhos e pretas velhas. A grandeza dessa humildade, sabedoria e luz em nossos caminhos. Oxalá que ilumine a todos nós. !!!! Axé!!!!

Anônimo disse...

Lindo demais. Salve os Pretos Velhos.

Anônimo disse...

A que lindo Pai. Parabéns.

Anônimo disse...

Lindo muito lindo. Parabéns e axe.

Anônimo disse...

Salve todos os Vovôs e Vovós. Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.

Anônimo disse...

Uma oração na verdade. Ficou lindo demais pai.

Anônimo disse...

A me apaixonei. Senti falta da vovó Isaura. A Seu Carlos coloca ela ai
também.

Anônimo disse...

Lindo lindo lindo como o amor dos Pretos velhos com a gente.

Anônimo disse...

Grava em áudio Pai. Já ouvi sua voz no Reino Umbandista, muito bonita
voz. Ficaria divino. Marluce Santana.

Anônimo disse...

Uma obra de arte na escrita. Parabéns.

Anônimo disse...

Salve os Velhinhos da Tupom que tanto ´já me ajudaram com seus
ensinamentos e correntes. Janaína.

Anônimo disse...

Uma lindeza de poema. Deu vontade de conhecer todos esses velhinhos e
velhinhas. Aparecida Couto.

Anônimo disse...

Mais uma maravilha escrita pelo nosso amado Pai Carlos. Parabéns.
Franciely Mathias.

Anônimo disse...

Amigo Carlos, cada dia mais deslumbrantes nas palavras. Esse poema
demonstra o amor grandioso que você tem a essas Entidades Divinas. Ficou
lindo assim como é lindo cada uma dessas Entidades. Mucoiô.
Mãe Maria de Oxum

Anônimo disse...

Lindo meu pai. Certamente esses velhinhos tem orgulho de ti.
Adriana Sousa.

Anônimo disse...

Parabens senhor carlos muito bonito seu poema. engrandece nosso dia
lendo coisas assim Paulo Raphael.

Anônimo disse...

Lindo modo de homenagear esses pretos velhos que tanto se doam para a
caridade. Parabéns.

Anônimo disse...

Deu vontade de ler, ler e ler cada vez mais. Terminava uma trova já
com vontade de conhecer cada um dos personagens desse poema. Salve todos
os Pretos Velhos. Adorei as Almas. Sua benção.

Anônimo disse...

Amei todos, mas em especial amei o do vovô Rei Congo. Tenho uma
paixão nesse vovô Sagrado. Beatriz Rodrigues

Anônimo disse...

Saravá Pai Carlos. Pediria humildemente que continuasse esse poema
com outros vovôs e vovós. Amo essas Entidades e cada frase exaltando um
deles me vem lágrimas nos olhos. Então o senhor imagina como estou
agora. :) bença. Rosemary

Anônimo disse...

Lindo demais pai carlos. alem de ter uma emoçao a mais por ser dos
pretos velhos o senhor escreve muito bem. meus parabens.

Anônimo disse...

Lindeza pai Carlos. Salve os Pretos Velhos. Adorei esse poema. Axé Catarina de Xangô

Anônimo disse...

Uma coisa linda demais pai Carlos. Achei maravilhoso. Parabens pelo poema e pelo amor demonstrado. Fatima Viscontti

Anônimo disse...

Coisa mais linda de se ler. O amor pelas Entidades do cativeiro vindo do senhor é divina. Salve os Pretos velhos, salve as Pretas Velhas. Amei de verdade. Mayara

Anônimo disse...

Lindo demais. Parabéns. Adorei as Almas.Marquinhos

Anônimo disse...

Lindo poema. Parabéns. Só uma duvida, esses Pretos velhos são os que trabalham em sua casa? Abraços. João Filho

Anônimo disse...

Matavilhoso poema. Lindo de se ler e de se emocionar. Parabéns ao Pai Carlos de Ogum

Carlos de Ogum disse...

Caro João, sim! São os Pretos Velhos trabalhadores em nossa casa denominada TUPOM - Terreiro de Umbanda Pai Ogum Megê.

Axé!

Anônimo disse...

Belo poema. Carinho absoluto para essas amadas entidades. Flor de Liz

Karol Macumbinha disse...

Amo demais os Pretos velhos. Amei esse poema. Pai Carlos você é D+++++++++++++++

Solange Rafaela disse...

Lindo demais. Amei

Nubia Santos disse...

Coisa linda demais pai adorei as almas

Amanda disse...

Salve os Pretos Velhos

Postar um comentário

 
;