sexta-feira, 10 de abril de 2015

A Reencarnação Na Visão da Umbanda

               


    Muito se fala dentro dos dogmas espíritas sobre "reencarnação".

    Mas o que seria reencarnação?

    Como é visto essa colocação entre as pessoas que pregam essa
verdade?

    Como será que devemos nos permanecer junto a algumas polêmicas
vindas de pessoas descrentes e más informadas sobre esse assunto?

    Antes de tudo vamos falar da palavra "reencarnação" em si. Vamos
ver qual é o significado no dicionário Aurélio:

"reencarnação s. f. Ato ou efeito de reencarnar(-se).  reencarnar v.
Intr. e pron. Tornar a encarnar-se; reassumir (o espírito) a forma
material."

    Ou seja, viver, morrer, viver novamente, morrer novamente até
estarmos evoluídos para uma próxima caminhada sem precisarmos ter a
matéria ou estar nesse planeta como ser vivente.

    Mas em uma visão mais espiritualista vamos perguntar:
O que é a reencarnação e pra que ela nos serve?

    A Reencarnação é voltar a viver num novo corpo físico. É uma nova
oportunidade de aprendizado, como prova do amor de Deus para seus
filhos.

    A Reencarnação é o processo pelo qual o espírito, estruturando um
corpo físico, retorna, periodicamente, ao polissistema material. Esse
processo tem como objetivo, ao propiciar vivência de conhecimentos,
auxiliar o espírito reencarnante a evoluir.

    O reencarne obedece a um princípio de identidade de frequências,
ou seja, o espírito reencarna em um determinado continente, em um
determinado país, em uma determinada região desse país, em uma
determinada localidade dessa região, com determinadas características
culturais (idioma, usos, costumes, valores, tradições, história etc.),
bem como em uma determinada família, de acordo com a sintonia que a
frequência do seu pensamento consiga estabelecer em relação a cada um
desses elementos.

    O espírito encarnado, fundamentando-se em seu existente (a bagagem
de conhecimentos e experiências adquiridos ao longo de toda a sua
história, seja encarnado, seja desencarnado), passa a exercitar sua
capacidade, a constatar e desenvolver suas potencialidades, enfim,
passa a construir seu momento presente e seu momento futuro. Vai
enfrentando contradições, dificuldades, obstáculos, facilidades,
administrando encontros e desencontros, permanecendo no seu plano
geral ou se desviando em função de algumas variáveis do processo, mas
sempre de acordo com sua vontade. No exercício do livre-arbítrio, o
espírito encarnado vai construindo seu equilíbrio ou seu
desequilíbrio, de acordo com a maneira pela qual enfrenta as situações
e a vida. Vai, por assim dizer, determinando-se, segundo a natureza de
seus pensamentos e atos. Por menos que faça, ou por mais que se
desequilibre, o espírito sempre alcança progressos em um ou outro
aspecto do seu ser . A evolução não está necessariamente vinculada ao
tempo de vida material, mas à intensidade com que ela é vivida. A
quantidade de experiências e o aproveitamento que é feito delas é
fundamental para o crescimento do espírito, não importando se as
experiências estão sendo vivenciadas no polissistema material ou
espiritual. É de se ressaltar que, entre uma encarnação e outra, o
espírito continua trabalhando, continua aprendendo, continua
evoluindo, de modo que ele não reencarna no mesmo estágio em que
desencarnou.

    Somente através da reencarnação se prova a justiça e a bondade de
Deus, pois é a única explicação racional para as desigualdades sociais
existentes no mundo.

    Como explicar o fato de crianças que morrem em tenra idade,
enquanto outras criaturas vivem quase 100 anos? Como explicar os que
nascem com saúde perfeita, enquanto outros nascem com deficiências
físicas grosseiras? Somente a reencarnação nos dá a chave desse
"mistério". Com as múltiplas experiências na carne, temos a chance de
adquirir e aprimorar conhecimentos que ainda nos faltam nos campos do
intelecto e da moral. Além de reatar as amizades com nossos inimigos e
reparar erros do passado. Quando estivermos evoluídos moral e
intelectualmente, não mais necessitaremos reencarnar.

    Muitas pessoas se perguntam, quantas reencarnações já tivemos, ou
quantas teremos ainda. Mas não podemos precisar esses números, pois
isso depende do estado evolutivo em que se encontra o Espírito.

    Algumas pessoas evoluem mais rápido por seu maior esforço,
portanto necessitam de passar menor número de vezes na carne, outros
são mais lentos permanecendo mais tempo no mundo de sofrimentos. Tudo
dependerá de nós. Quanto mais rápido progredirmos moral e
intelectualmente, menos encarnações teremos que sofrer.

    Quando nosso Espírito tiver alcançado todos os graus de evolução
moral e intelectual, seremos Espíritos puros.

    E após todo esse tempo de encarnação, desencarnação e
reencarnação, seremos encarregados de cumprir os desígnios de Deus,
colaborando com a manutenção da ordem universal e transformando-nos em
Seus mensageiros. O trabalho nunca acabará, pois a criação divina é
incessante e há diversos mundos em faixa de evolução diferentes. Os
Espíritos fazem parte do conjunto de inteligências que governam o
Universo, mas, em termos de existência, estão ligados a Deus, assim
como folhas em uma árvore ou gotas no oceano.

    Muitas pessoas se questionam o porque não temos lembranças vivas e
claras de nossas vidas passadas, mas isso é simples de demonstrar e
explicar. Estamos encarnados para evoluirmos, precisamos vencer os
erros de outras vidas, portanto o esquecimento temporário das vidas
passadas é uma necessidade. Não devemos nos lembrar das vidas passadas
enquanto estamos encarnados, e nisso está a sabedoria de Deus. Se
lembrássemos do mal que fizemos ou dos sofrimentos que passamos, dos
inimigos que nos prejudicaram ou daqueles a quem prejudicamos, não
teríamos condições de viver entre eles atualmente. Pois, muitas vezes,
os inimigos do passado hoje são nossos filhos, irmãos, pais e amigos,
que, presentemente, se encontram junto de nós para a reconciliação.
Por isso a reencarnação é uma bênção de Deus para seus filhos. As
lembranças de erros passados certamente trariam desequilíbrios de toda
ordem, uma vez que estamos muito mais perto do ponto de partida do que
do ponto de chegada, em termos de caminhada evolutiva. Depois de
desencarnado, normalmente nos lembramos de parte desse passado,
conforme o grau evolutivo em que nos situamos.

Resumidamente, reencarnação não serve para explicar
tragédias e desgraças; não serve para esconder a ignorância, não serve
como desculpa ao imobilismo; não serve como consolo para aquelas
situações que deveriam ser modificadas e não o são; não serve para
destacar o passado e paralisar o presente. Reencarnação é oportunidade
de aprendizado, é oportunidade de se aplicar o que se sabe e superar
as limitações através de vivências sucessivas no polissistema
material. Reencarnação é afirmação da unidade e da continuidade da
vida.

    Dentro de uma visão mais abrangente, podemos dizer que temos que
viver essa reencarnação para que possamos nos educar e consertar
erros do passado, aprendermos a conviver com algum fato ou pessoa que
possivelmente nos fez algum mal ou vice versa, aprendermos as lições
que nos foi dada para elevarmos a nossa evolução espiritual.

    Portanto estamos nessa vida de passagem apenas para evoluirmos,
apenas para aprendermos, apenas para perdoar e sermos perdoados,
apenas para nos prepararmos para a próxima lição.

    Vamos viver de acordo que possamos desencarnar e reencarnar de uma
maneira que possamos aumentar nossa luz evolutiva, e para isso temos
que usar, e usar bem o nosso livre arbítrio para chegarmos a pureza
desejada por Deus, nosso Pai Maior.



Carlos de Ogum

Colaboração de: Catarina de Xangô

25 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

A Espiritualidade é algo magnífico. Deus é tão bom conosco que, apesar de tantos erros, nos dá a oportunidade de reencarnar tendo assim uma nova chance para aprender com isso e consertar essas imperfeições, chegando assim a evoluir. Vou tentando fazer minha parte, cumprir minha missão. Quem sabe assim, logo logo, tenho um lugarzinho reservado em Aruanda.

Axé!

Priscila Oliveira disse...

Lindo texto!!!! Que Zambi nos ajude nessa caminhada, nessa vida!!!

Anônimo disse...

Otimo texto para entendermos mais sobre a reencarnação. Parabéns.

Anônimo disse...

Sempre me falaram de reencarnação e nunca tinha entendido muito bem,
agora com seu texto ficou um tanto mais compreensivel para mim.
Obrigado. Neyde.

Anônimo disse...

Excelente explicação. Saravá.

simplesmente natural disse...

Excelente!!! Esclarecedor!!! Parabéns!!!!

Anônimo disse...

Sempre achei que ressuscitar era mesma coisa que reencarnação agora
entendi que não tem nada a ver uma coisa com a outra. E acho que agora
compreendo que o que pregam de ressuscitar é algo totalmente fora de
cogitação. Obrigado pelo clareamento de minha mente nesse tema. Maria de
Lourdes São Paulo SP

Anônimo disse...

Parabéns por um texto tão bem colocado. Paz.

Gizele Aquino disse...

Parabéns pelo texto adorei

Como dizem o que existe é a vida após a vida
Que todos nós possamos usufruir deste presente da melhor maneira possível dentro dos caminhos que Deus designou a cada um de nós
axe a todos

Anônimo disse...

Pai quero parabenizar o senhor por essa postagem tão bela. O estudo
sobre reencarnação é algo que deveria ser obrigatório nas escolas de tão
maravilhoso que é. Camilla Goveia.

Anônimo disse...

A reencarnação é algo tão evidente em nossa caminhada, que realmente
não entendo porque tem algumas pessoas que não acreditam nela. Um texto
realmente para reflexão.

Anônimo disse...

Caro senhor Carlos de Ogum, eu sou uma pessoa muito descrente em
muitas coisas, como era na reencarnação. Li seu post sobre o assunto e
me interessou bastante. Busquei algumas coisas de Allan Kardec e de
Chico Xavier sobre o assunto. E agora em respeito a reencarnação estou
crendo mais, não só pelos textos que busquei mas pelo pente fino que fiz
em minha vida e de minha família, muitas coisas, mas muitas mesmo, só
podem ser explicadas com a presença da reencarnação. Portanto agradeço
as portas que me abriu para fechar as portas de minha ignorância sobre
esse assunto. Nicolay Azevedo Moura Carneiro. Brasília DF.

Anônimo disse...

Pai Carlos estava mesmo precisando ler um texto assim para me dar
ânimo de continuar a evolução. Grande axé. Silvana Marinho.

Anônimo disse...

Sem tirar nem por. Texto perfeito. Uma magnífica explicação que nos
faz refletir e crer.

Anônimo disse...

Muito bom seu texto sobre reencarnação. Tenho algumas duvidas
familiares ligados ao tema reencarnação. Será que poderia lhe enviar
por email ? Agradeço. Paula Coutinho

Carlos de Ogum disse...

Cara Paula Coutinho, qualquer dúvida sinta-se à vontade para nos enviar e-mail's. O endereço é: umbanda.yorima.rj@hotmail.com

Axé!

Anônimo disse...

De novo um texto bem polemico mas de grande valor. Suas palavras
sempre explicativas. Bença.

Anônimo disse...

Tenho duvidas senhor Carlos de Ogum. Seu texto é maravilhoso, muito
explicativo, mas minhas duvidas são a respeito de regressão. Uma pessoa
disse que tenho que fazer regressão para ter um alívio nessa vida. Mas
me cobrou muito caro para tal. Gostaria de entrar em contato com o
senhor para poder sanar essas duvidas e ver que devo fazer. Muito
Obrigado. Amanda Brites.

Carlos de Ogum disse...

Cara Amanda Brites, primeira coisa a fazer é não entrar nessa conversa dessa pessoa mal caráter que está apenas tentando extorquir dinheiro de você. E segundo, a regressão só deve ser feita em casos muito específicos, eu não aconselho que faça. Me mande um e-mail (umbanda.yorima.rj@hotmail.com) com o que você diz sobre problemas dessa vida, assim como diz, e tentarei te dar um caminho para buscar entendimento sobre o fato, sem se colocar nas mãos dessas pessoas sem responsabilidade espiritual e psicologica. E claro sem cobranças.

Paz e axé

Anônimo disse...

Nossa caminhada é tão dificil. Pedimos que Oxalá nos ajude a cada instante. Precisamos demais dessas ajudas, dessas reencarnações para evoluir. Sandy Rios.

Anônimo disse...

Carlos, gostaria de saber mais sobre esse assunto. Tenho alguns graves problemas sem explicações. Pediria uma resposta sua para tentar me auxiliar. Acredito que muitas coisas são pela reencarnação, e lendo seu texto me coloquei muito mais interessada sobre isso. Ao terminar de ler fiquei como se fosse outra pessoa e acho que apaguei, sonhei que estava andando em uma rua e me vi com uma estrela tatuada na mão direita. Minha mãe me chamou eu despertei, e a estrela estava na minha mão, feita de caneta hidrocor. Mas eu nunca conseguiria fazer na mão direita pois não sou canhota. Tem outros fatos também, mas gostaria de mandar por email. Espero de coração que me auxilie. Paz a você. Elizângela Lourenço Natal RN

Priscila Figueiredo disse...

Seu texto é maravilhoso, didático, altamente esclarecedor. Assim como cada resposta dedicada a um comentário. Dá pra perceber seu compromisso com a verdade e com o próximo. Muito axé!

Miguel annibale disse...

obrigado mesmo excelente texto

Anônimo disse...

O texto é realmente ótimo. Porém eu tenho milhares de dúvidas. Supondo que meu espírito já não precise voltar a esse mundo, dessa forma, o mesmo tomaria forma de qual pessoa, da última que seria a mais evoluída?

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), ela sendo evoluida, não teria a forma regrada, pois um espiríto pode tomar a forma que desejar. Porém a normalidade é ficar na imagem da ultima encarnação.

Axé!

Postar um comentário

 
;