segunda-feira, 30 de março de 2015

Poema Para Minha Mãe Oxum - Por Carlos De Ogum

                                           



    O dia nasce na mata linda verdejante,
clamo ao Sol seu brilho e o Rio sua corredeira,
O vento passa por mim rápido como um ser viajante,
Deslumbrando minha Mãe Oxum ao longe em sua cachoeira.

    Sentada estava com um lírio na mão,
Com seu lindo sorriso encantador,
Oxum bela cantava sua canção,
Demonstrando pelas águas límpidas o seu amor.

    Dessa bela Orixá cheia de encanto,
Me aproximei com olhar deslumbrado,
Ao sentir a pureza de seu manto,
E de joelhos fiquei ao seu lado.

    Mãe Oxum olhou-me carinhosamente,
E para mim estendeu sua mão,
Com um afago me disse calmamente,
Tenha sempre fé, pois és meu filho, te dou proteção.

    Seu brilho era lindo como diamantes raros,
Estrelas brilhavam em seus olhos de amor,
Na Cachoeira fintei seus olhos claros,
Pedindo sua benção no momento de clamor.

    Senti a força das águas daquela linda cachoeira,
No meu orar saudava a linda Aieieu,
Ela sorrindo mostrava ser a grande companheira,
E saindo da cascata Mãe Oxum apareceu.

    De braços abertos com seu manto de proteção,
Veio a mim para me dar luz e esperança,
Me acolhendo com amor em seu coração,
me senti protegido como nos tempos de criança.

    Seu sorriso branco a mim deslumbrou,
Seus anjos em minha volta dançaram,
Seu abraço a mim acalmou,
E todos os Orixás me abençoaram.

Seu manto lindo meu corpo cobriu,
Fazendo assim minha alma brilhar,
Sobre o lindo Céu de cor anil,
Mãe Oxum veio me abençoar.

    Colhendo uma flor de seu jardim,
veio sorrindo e me ofereceu,
Abrindo caminhos do inicio ao fim,
A linda Aieieu um lírio branco me deu.

    Senti um grande pulsar em meu coração,
Lágrimas em meus olhos brotaram,
Seu lírio branco me deu uma proteção,
Quando suas belas mãos me abençoaram.

    Seja no Sol com seu clarear,
Em dias belos de verão,
Seja na Lua no seu iluminar,
Em noites lindas como uma canção.

    Minha Rainha Oxum ao meu lado vai estar,
Tirando os males do caminho meu,
Com seu manto sagrado sempre vai me abençoar,
Te peço a benção minha doce Aieieu.

    Agora estou no caminho de flores,
Caminho que tem o lírio que Mãe Oxum me deu,
Sei que em todos caminhos tem dissabores,
Mas nenhum tão belo como o caminho que ela me ofereceu.

    Oxum linda senhora da pele de ouro,
A ti Rainha da beleza desejo falar em verdade,
Tenho como minha Mãe e meu tesouro,
Peço que me ames e proteja por toda a eternidade.

Teu manto Santo nos da paz nos da amor,
Mamãe Oxum hoje rezo e agradeço,
Nos dá proteção e nos tira a dor,
Mostrando que nossa fé não tem preço.

    Obrigado minha amada Oxum,
Orixá que tem nas mãos o poder,
Hoje não temo mal algum,
Pois tenho Mamãe Oxum pra me valer.

    Sempre terei que lhe agradecer,
Tudo que a mim ofereceu como lição,
Guardando em minha vida e em meu bem querer,
Minha Mãe Oxum princesa do meu coração.



Carlos de Ogum

33 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

É lindo de viver o amor e gratidão pelos Orixás que o senhor, Padrinho, tem e transmite para nós com essas belas palavras. E eles merecem mesmo.

Mais do que princesa, Oxum é realeza!
Salve minha Mãe,
Aieieu!!!

Anônimo disse...

Que lindo meu Pai. Você é um exemplo de amor para a nossa Umbanda. Cada
poema seu eu fico mais apaixonada pelos Orixás e as Entidades de luz.
Parabéns e que Mãe Oxum abençoe a cada dia seu dom de escrita. Um beijo
e axé. Catarina de Oxum.

Priscila Oliveira disse...

Salve mãe oxum!!! Aieieu mãe oxum!!!! Lindo poema, lindas palavras!!!!

Anônimo disse...

Saravá vovó Congaaa. Adorei as Almas.

Anônimo disse...

Lindo demais parabeeeeeeeeeeeeens.

Anônimo disse...

Sempre lindo o que o senhor escreve Pai. Aieieu Oxum.

Anônimo disse...

Emocionante poema. Parabéns. Amei. Suzana.

Anônimo disse...

Adorei esse poema Carlos de Ogum. Tenho certeza que minha mamãe também adorou.
Aieieu Oxum.

Anônimo disse...

Como sempre meu irmão de Umbanda, lindo suas palavras de amor e fé. E para mim
hoje teve um tempero especial. Falar de nossa Mãe Oxum é algo que me emociona
totalmente. Agradeço por esse lindo poema a nossa Aieieu. Saravá Oxum, saravá
Umbanda. Mãe Maria de Oxum.

Anônimo disse...

Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo liiiiiiiiiiiiiiindo. Saravá Pai.

Anônimo disse...

Sem palavras para descrever algo tão lindo. Nossa Oxum maravilhosa merece.
Parabéns Carlos. Axé e beijos. Adriana Faria.

Anônimo disse...

A Oxum é uma Orixá linda, merece coisas lindas assim. Axé.

Anônimo disse...

Sem tirar nem por. Simplesmente divino. Aieieu Oxum.

Anônimo disse...

Louvado seja essa linda Orixá. Saravá Oxum. Saravá Pai Carlos.

Anônimo disse...

Uma obra prima. Oxum linda Oxum nos meus caminhos sempre. Paz.

Anônimo disse...

Parabéns Carlos. Ficou lindo e emocionante. Maria Aparecida Couto.

Anônimo disse...

Pai Carlos de Ogum, antes de tudo parabéns pelo poema, achei lindo. Gostaria
de fazer uma pergunta, me falaram que tenho Oxum Apará, a pergunta é, porque uns
falam só Oxum e outros falam Oxum Apará? Qual é a diferença? Agradeço a
atenção. Sua benção. Milene Mathias.

Carlos de Ogum disse...

Cara Milene Mathias, Oxum é a Orixá, e Oxum Apará é uma das Falangeiras dessa Orixá. Na Umbanda não existe incorporação de Orixás, pois são forças da natureza, se incorpora os Falangeiros dos Orixás, Falangeiros esses como a Oxum Apará, Ogum Beira Mar, etc.

Grande Axé.
Oxalá lhe abençoe!

Anônimo disse...

Amei esse poema. acho que sou filho de Oxum. Será? Gostaria de saber. Vitor.

Anônimo disse...

Que Oxum mãe protetora possa lhe abençoar Pai Carlos por nos proporcionar a maravilha de poder ler textos assim. Lindo demais. Fernanda Marinho

Anônimo disse...

Kindo poema meu pai. Parabéns. Rita de Cássia.

Anônimo disse...

Poema lindo. Traz paz em nossos corações. Parabéns. Sileide Tavares

Anônimo disse...

Estava hoje sem esperanças de vida. Achava que era o fim. Abri a net e procurei algo sobre Oxum para ver se me aliviava a alma. O primeiro texto que achei foi esse. Li e reli. Chorei. Não sei porque mas parece que minha mente se aliviou. Estou triste ainda por algo muito tragico. Mas Oxum minha mãe me levou até esse poema de luz. Estou mais esperançosa. Não conheço o autor, mas queria agradecer a você Carlos de Ogum, com um poema desse tipo acredito que seja uma pessoa iluminada. Muito obrigado.

Anônimo disse...

Aieieu Oxum. Poema lindo. Salve salve. Janette

Cassianne disse...

Essas palavras com esse tom divino a minha Mãe Oxum é algo surpreendente. Aieieu Oxum.

Anônimo disse...

Lindo. Paz.

Windy disse...

Eu amo muito muito muito esses poemas. Lindo lindo demais. Um beijão de mais uma fã. Saravá Oxum

Unknown disse...

Pai Carlos, que linda homenagem que fez para a nossa Mamãe Oxum. E melhor ainda , através dessa homenagem, está mexendo com os nossos Sentimentos, no qual nossa querida Mãe emana sua Maravilhosa
Energia.
Que DEUS, nosso Pai Olorum, Nosso PAI Oxalá, Nossa Mãe Homenageada, Teu e Nosso Pai Ogum e Todos os Orixás lhe Abençoe e Ilumine para emanar cada vez mais ótimas Energias.

Oraieieu minha Mãe
Ogunhê Meu Pai

Salve Todos os Orixás

Axé

SORAIA BEATRIZ CONSTANTINO disse...

Pai Carlos, quero parabeniza-lo pela homenagem que fez para nossa Querida Oxum, que através dessa Linda Mensagem, a Mamãe nos irradia suas Bênçãos para Nós Todos, nos envolvendo com a Tua Maravilhosa Energia.
Que DEUS, Nosso Pai Olorum, Nosso Pai Oxalá, o Teu e Nosso Pai Ogum, Nossa Mãe Homenageada e Todos os Nossos Pais e Mães Orixás lhe Abençoe e Ilumine Sua mente, seus Caminhos.......

Oraieieu Mamãe Oxum
Ogunhê Meu Pai
Salve Todos is Orixás
Axé

Soraia Beatriz

Safira disse...

Aieieu Oxum minha sagrada mãe. Lindo poema a ti.

Angelica Santos disse...

Poema lindo demais Pai Carlos. Parabéns e que Oxum o guarde

Baianinha disse...

Salve mainha. lindo demais painho

Anônimo disse...

Lindo Poema, Parabéns Antônio Carlos.

Postar um comentário

 
;