segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Salve Ibeijada, Doces Crianças da Umbanda







Ô Erê, ô Erê onde está o Erê?
Ô Erê, ô Erê onde está o Erê?

Onde está a Rosinha?
Está na cachoeira.
Onde está a Aninha?
Na nuvem a brincar.
Onde está Mariazinha?
No mar com a Sereia.
Onde está a Julinha,
que não veio trabalhar?

Ô Erê, ô Erê onde está o Erê?
Ô Erê, ô Erê onde está o Erê?

Onde está o Zezinho?
Na prainha a nadar.
Onde está o Joãozinho?
Saiu para caçar.
Onde está o Pedrinho?
Foi no mar para pescar.
Onde está Cosmezinho,
que não para de pular?

Ô Erê, ô Erê onde está o Erê?
Ô Erê, ô Erê onde está o Erê?


    Doces crianças de Umbanda, nossas Ibeijadas ou Erês amados, estão
sempre por perto para nos ajudar a abrir caminhos, nos mostrar que
tudo tem um sentido, nos dar esperanças para não desanimarmos por mais
difícil que seja a situação na qual estamos.

    As Ibeijadas, são aquelas pequenas Entidades de Luz, que são
festejadas normalmente no mês de setembro no dia 27, mesmo dia de São
Cosme e São Damião, os santos irmãos. E na Umbanda eles são os
Ibeijis, os Orixás gêmeos.

    Estas entidades representam a alegria, a sinceridade, a inocência,
tudo que é puro. Representam as crianças, são alegres, travessos,
manhosos, cheios de dengo e manias infantis. São a síntese da pureza.
Geralmente são muito ligados a linha das almas, Pretos e Pretas
Velhas, sempre pedindo suas bênçãos e se referindo à eles como vô e
vó.

    Quando estão em terra sempre esperam muitos agrados, adoram doces,
guloseimas, balas, pirulitos e adoram um grande bolo todo confeitado e
um "Parabéns à você" para eles cantarem e apagarem as velinhas.

    São muito sensíveis, então, por esse motivo nunca devemos
deixá-los vir sem uma festinha, um agrado, uma guloseima, um
brinquedo, um afago. Eles adoram e sempre esperam por isso.

    Essas entidade são de grande sabedoria, que entre brincadeiras
soltam as "verdades" que muitas vezes precisamos ouvir.

    Para agradá-los sirva uma boa porção de doces regados a bastante
mel, num parque ou num jardim bem florido. Com certeza eles virão para
ouvir seus pedidos.

    O trabalho dessas Entidades se consiste em fazer abertura de
caminhos, saúde, limpeza espiritual, proteção, entre outras várias
coisas.

    Nas festas de Ibeijada, na qual as crianças espirituais incorporam
em seus médiuns, não falta alegria, sorrisos, brincadeiras, e a
felicidade que contagia os terreiros de Umbanda, a singeleza entre
essas Entidades tão divertidas é enorme.

    São Entidades que de forma nenhuma vão fazer mal a alguém, eles,
caso algum consulente tente pedir para atrapalhar a caminhada de
algum semelhante, logo tentam mostrar que não se deve agir com
maldade, não se deve buscar escuridão a nenhum filho de Deus, e assim
eles demonstram através de suas brincadeiras e sorrisos, que devemos
agir com amor independente de qualquer contratempo.

     São espíritos que já estiveram encarnados na terra e que optaram
por continuar sua evolução espiritual através da prática de caridade,
incorporando em médiuns nos terreiros de Umbanda. Em sua maioria,
foram espíritos que desencarnaram com pouca idade terrena, por isso
trazem muitas características de sua última encarnação, como os
trejeitos e a fala de criança, o gosto por brinquedos e doces.

     Assim como todos os servidores dos Orixás, elas também tem
funções bem específicas, e a principal delas é a de mensageiro dos
Orixás, sendo extremamente respeitados pelos Caboclos e pelos
Pretos Velhos.

     É uma falange de espíritos que assumem em forma e modos, a
mentalidade infantil. Como no plano material, também no plano
espiritual, a criança não se governa, tem sempre que ser tutelada. É a
única linha em que a comida de santo (Amalás), leva tempero especial
que é o açúcar.

    É conhecido nos terreiros de Nação e Candomblé, como ERÊS
ou IBEiJI.

    Na representação nos pontos riscados, Ibeiji é livre para utilizar
o que melhor lhe aprouver, em muitas das vezes seus pontos riscados
apresentam bonequinhas, carrinhos, folhinhas, frutas, chupetas,
cruzinhas, ondinhas, florzinhas, , entre outros vários símbolos. A
linha de Ibeiji é tão independente quanto à linha de Exú.

    Na Umbanda essas Entidades são espíritos que desencarnaram, na
maioria das vezes, na fase infanto-juvenil, elas são meigas, mas
extremamente barulhentas assim como os Erês, também ´podendo ser
muitas delas comportadíssimas e bastante tranquilas.


    As Ibeijadas normalmente tem nomes relacionados com os nomes
comuns brasileiros, como Cosmezinho, Rosinha, Mariazinha, Zezinho,
Joãozinho, Aninha, Julinha, Ritinha, Pedrinho entre vários outros.

    Seu colar de contas tem as cores rosa e azul, sendo determinado
por cada Ibeijada a forma de ser feito, podendo ser metade rosa e
metade azul, uma conta azul e uma rosa até fechar a guia, três rosas e
três azuis ou sete rosas ou sete azuis, tudo isso determinado pela
Criança ou pela Entidade responsável, podendo ser um Preto Velho ou
um Caboclo, incorporado por um médium preparado.

     Quando incorporadas em um médium, gostam de brincar, correr e
fazer brincadeiras muita arte como qualquer criança. É necessária
muita concentração do médium que seja consciente, para não deixar que
estas brincadeiras atrapalhem na mensagem a ser transmitida.

     Os "meninos" são em sua maioria mais bagunceiros, enquanto que as
"meninas" são mais quietas e calminhas. Alguns deles incorporam
pulando e gritando, outros descem chorando, outros estão sempre com
fome, etc... Estas características, que às vezes nos passam
desapercebido, são sempre formas que eles têm de exercer uma função
específica, como a de descarregar o médium, o terreiro ou alguém da
assistência.


    Independente de Ibeijada ser quieta ou bagunceira, ser menino ou
menina, ser de qual for a linha e irradiação de Orixá, todos tem o
encanto no olhar, a meiguice como instrumento de trabalho, a verdade
como lema e o amor por Deus, um amor grandioso que se espalha nas
giras e festas do Dia de Ibeijada.

Oni Crianças divinas de Umbanda.

"Seja No Mar Ou Nos Jardins, Na Mata, Cachoeira Ou Afins, De Olho Seu
Erê Vai Estar, Cuidando Protegendo A Brincar. Oni Ibeijada."

Um salve especial as crianças de nosso terreiro:

Cosmezinho de Oxum.
Joãozinho das Matas.
Rosinha de Omulú.
Joãozinho de Xangô.
Zezinho da Beira da Praia.
Mariazinha da Beira da Praia.
Aninha Estrelinha do Mar.

    Peço a proteção para minha família e para todos irmãos
Umbandistas.

Saravá Ibeijada!

Carlos de Ogum.




36 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

Eu, com todo minha alma de criança que esqueceu de crescer, digo e repito que não existe gira mais divertida e cheia de alegria do que aquela em que (claro, com bons médiuns e com a tronqueira bem firmada) tem a presença dos Erês.
Tão pequenos e tão sábios. Nos ensinam que não existe virtude maior do que a pureza da alma, que não há mal nenhum em conservar a inocência e a alegria.
Por isso sou completamente apaixonada por essas lindas Entidades de Luz, e tenho muito à agradecer as minhas lindas Erês Mariazinha da Praia e Aninha Estrelinha do Mar, por iluminarem tanto meu caminho e trazerem sempre a alegria para a minha vida.

Salve pequenos Anjinhos de Pai Oxalá,
Salve Ibeijada,
Salve os Erês!!!

Oni Ibeijada <3

Anônimo disse...

Amo essas crianças divinas, para mim não tem alegria mais contagiante.
Oni Ibeijada. Maria de Fátima Alves

Anônimo disse...

Salve as Crianças. Oni

Anônimo disse...

Lindas Crianças de nossa Umbanda, Oni Ibeijada

Anônimo disse...

Que as crianças nos protejam. Saravá Erê. Sua benção.

Angélica Gouveia dos Santos

Anônimo disse...

Limpa limpa meu caminho doces crianças da Umbanda.

Adilson Rodrigues

Anônimo disse...

Oni Ibeijada, amo as criancinhas. Bença Pai.

Simoninha Cruz

Anônimo disse...

A Umbanda não se faz bela sem o sorriso gracioso das Crianças. Oni.

Mãe Joana de Omulu

Anônimo disse...

Saravá os Eres pai. Axé.

Rodolfo Brás

Anônimo disse...

Sarava Ibeijada, saravá a Mariazinha que me proteje. Parabéns pelo post.

Maria Claudia

Anônimo disse...

Demonstração de grandiosidade no sorriso infantil. Parabéns Pai Carlos. Paz.

Vera Freire

Anônimo disse...

Salve Pedrinho, Cosmezinho, Zezinho, Joãozinho, Mariazinha, Rosinha, Aninha, marcinha e todas as crianças de Umbanda.

Gustavo de Ogum

Anônimo disse...

AAAh amoooo as crianças, amo amo amo amo amo :D Sua benção Pai.

Carla Santos

Anônimo disse...

Mais um texto maravilhoso em seu blog Pai Carlos. Nota mil mais uma vez.

Simony Esteves

Anônimo disse...

Sensacional meu amigo Carlos. É incrivel como a luz dessas crianças iluminam a vida de todos nós.

Manoel Ramires

Anônimo disse...

Proteção Ibeijada. Que seu sorriso nos alegre.

Marcia Novaes

Anônimo disse...

Saravá doces crianças lindas, peço vossa proteção. Oni

Anônimo disse...

Nos abençoe queridas crianças de Umbanda. Oni Ibeijada.

Anônimo disse...

Adoro as crianças da Umbanda. Oni Ibeijada.

Anônimo disse...

Salve todas as crianças. Saravá Mariazinha. Jussara Neves

Anônimo disse...

Salve todas as crianças de luz. Oni Ibeijada. Martinha

Anônimo disse...

Oni Ibeijada. Salve as crianças. Salve Zezinho e Mariazinha. Axé. Beth

Anônimo disse...

Salve as criancinhas. Estamos no mes delas. Vamos festejar. Saravá

Anônimo disse...

Lindas crianças de fé. salve Ibeijada.

Zequinha disse...

Salve as crianças. Salve São Cosme e Damião. Saude e paz a meus filhos.

Maria Clara disse...

Salve as Ibeijadas. Pai Carlos como posso saber qual a Ibeijada que me acompanha? Será que por eu gostar da Belinha, pode ser ela a minha criança?

Carlos de Ogum disse...

Cara Maria, só saberá fazendo parte de um terreiro e tendo o desenvolvimento mediunico espiritual. Após isso provavelmente terá a incorporação de seu Erê e ele dará nome e riscará ponto demonstrando a linha e irradiação de trabalho.

Axé

Carlos de Ogum disse...

Cara Lenildo, eu é que agradeço o carinho.

Abraços e Axé!

Samantha disse...

Carlos, qual a diferença de Ibeiji e Ibeijada? Não são todos crianças? Agradeço a resposta. Bjinho.

Carlos de Ogum disse...

Cara Samantha, Ibeiji são os Orixás e Ibeijada são as Entidades de Luz que foram crianças quando encarnadas.

Axé!

Anônimo disse...

Saravá Ibeijada Saravá Joaozinho

Lu disse...

Oni bejada. lindinhos da Lu.

Rogério Santana disse...

Saravá Ibeijada. Salve Mariazinha, que sua luz me abra caminhos na minha necessidade atual. Oni.

Mary disse...

Somente pela descrição que o senhor faz, a alegria nos envolve. Senti saudade das giras das criancinhas, que jamais deixaram que eu saísse do terreiro totalmente envolvida na alegria e esperança!
Lindo texto, Pai Carlos! Quanto mais navego neste blog, mais percebo o quanto nada seu.
Obrigada por mais este aprendizado!
Oni Ibeijada ������������

qualypred disse...

Sábado último (04/06/2017) quando cantamos pontos de crianças num trabalho de Ayahuasca eu senti a presença de uma criança que me deixou com as mãos movendo sozinhas, na verdade eram os dedos, não era comando meu, os dedos se moviam o tempo todo e eu soltei uma risada que não é a minha, "hihihihihihihi" não é assim que eu fico quando estou rindo. :-) O nome que veio à minha mente na hora foi "Estrelinha", sem mais nenhum acréscimo. Será que era a Aninha Estrelinha do Mar? Não consegui discernir com precisão se era um menino ou menina, achei que poderia ser uma menina, e sei que não tem nada a ver com o sexo da pessoa, um homem pode receber um espírito feminino e vice versa sem que isso afete a orientação sexual da pessoa.
Gratidão.

Anônimo disse...

Oni Ibeijada, estamos chegando no seu mes.

Postar um comentário

 
;