terça-feira, 26 de novembro de 2013

Falando e Entendendo de Umbanda

    Hoje após ler alguns e-mail's recebidos com o assunto Umbanda,
fiquei refletindo o quanto temos que aprender sobre a Religião
Umbandista.

    Vi que estamos completamente despreparados para seguir
verdadeiramente essa linda religião, que nos dá a chance de sermos
melhores não só para conosco, como também com nossos semelhantes.

    Será que a Umbanda é somente algo que nos dá certos prazeres
momentâneos?

    Será que essa divina Religião é algo tão pequeno, que só nos serve
para buscar amores impossíveis, nos fazer vingar de uma pessoa na
qual você decide que deve se vingar, acertar problemas que você,
exclusivamente buscou?

    Será que a Umbanda, que é tão sagrada, linda e caridosa é algo que
tenha essa pequenez imoral?

    Será que Orixás, Caboclos, Pretos Velhos, Baianos, Erês, Ciganos,
Exus e Pombo Giras, vão entrar numa formação vibracional mediúnica com
a coroa desenvolvida de um médium apenas para ajudar a seres humanos
que acreditam que a Umbanda é o canal para suas vinganças, suas
frustações amorosas, sua falta de consciência, sua falta de caridade,
sua falta de justiça, sua falta de amor?

    Pois não é!

    A Umbanda é uma maravilhosa Religião, que tem o objetivo de
religar o filho de fé com o Pai Maior.

    As Entidades são para nosso povo Umbandista como se fossem nossos
professores, médicos, amigos, pais.

    Eles nos dão conselhos, nos dão caminhos, nos ensinam banhos de
limpeza espiritual, nos mostram sua sabedoria com ervas e plantas, nos
ensinam a ter fé no inexplicável.

    Com sua sabedoria e serenidade, nos ensinam a pescar ao invés de
nos dar o peixe, nos da o caminho para buscar a luz ao invés de nos
dar a fogueira acesa, nos da coragem de prosseguir ao invés de
ficarmos esperando por um milagre.

    Pedidos sem nexo, sem cabimento, sem moral por parte de alguns
consulentes, nos demonstram como estamos atrasados no que se diz ter
uma Religião, acreditar numa Religião, amar uma Religião.

    Deveríamos pedir perdão a Zambi, nosso Pai Maior, a Oxalá e a
toda a legião de Orixás, assim como todas as Entidades de Luz,
pela nossas atitudes incoerentes e descabidas.

    Temos que tentar mostrar que nossa Umbanda não é magia, não é
feitiçaria, que não é encantamento, que não é bruxaria, como pregam
certas pessoas sem instrução e conhecimento sobre  a magnitude da
linda Umbanda.

    Temos que insistir extremamente que na Umbanda não se vende
bençãos, que não trocamos caridade por dinheiro, que não fazemos
comércios com o nome de Deus.

    Precisamos frisar constantemente que dentro de uma casa de Umbanda
você não vai achar um líder da religião chamando pelo nome do demônio
a cada minuto, muito menos ovacionar o mal como se esse mal fosse um
Deus para os filhos que ali se encontram.

    A Umbanda verdadeira não vai cobrar que seus filhos se tornem
reféns de dízimos para alcançarem uma suposta benção, não vai lhe
prometer rios de ouro que não seja de seu merecimento, não vai dizer
que vai lhe curar de uma doença lhe induzindo a desistir de um
tratamento terreno.

    A Umbanda não vai lhe prometer que vai lhe trazer um "amor forçado
e induzido" em 3 dias, quem busca algo assim é uma pessoa que não tem
amor-próprio, e quem vende essa promessa usando o nome da Umbanda é um falso e hipócrita religioso, que está se usufruindo do nome "UMBANDA" para adquirir ganhos econômicos de pessoas estúpidas.

    Portanto, amigos Umbandistas ou não, amigos que amam essa religião
ou apenas simpatizam com ela, amigos que confiam nos conselhos dados
pelas maravilhosas Entidades de Luz, que buscam  nesses conselhos
caminhos a seguirem, que compreendem que a Umbanda e verdadeiramente
uma religião, que se entregam de corpo e alma a fazer a caridade, que
buscam nessa caridade cedida por alguém as respostas para algum
problema que possa parecer sem solução, vamos lutar para mostrar a
verdadeira chama da fé da Umbanda, pois ela é muito maior que as
vontades mesquinhas de pessoas sem compreensão e entendimento de que
é usar a força da fé, a luz das Entidades, a grandiosidade dos Orixás,
a caridade de médiuns desenvolvidos para tentar alcançar amores
forçados, vinganças mesquinhas, ganhos sem merecimentos.

    A Umbanda é muito maior que esses desejos de pessoas sem amor-próprio.

    Essa é a Umbanda, uma Religião a ser amada e seguida, por todos
que creem que a fé sim pode nos levar a caminhos floridos nos
livrando de espinhos.

    Ame a Umbanda como Religião!!!

Carlos de Ogum

18 comentários:

Aninha S. disse...

Isso mesmo, padrinho! Umbanda é religião, as pessoas tem que vê-la e respeitá-la como tal.

Nelson Dutra disse...

Umbanda é caridade e fazer SOMENTE o bem para os outros!

Anônimo disse...

Eu amo a umbanda, amo todas as entidades que vem pra ajudar a nossa evolução, nossa saúde, pretos velhos, crianças, caboclos, boiadeiros, malandros, exus e pombas giras, ciganos eles não servem para servir a gente e sim pra nos ajudar nesse mundo difícil, ignorantes e sem noção são pessoas que acham que umbanda é para amarração, feitiçaria, maldade, umbanda é caridade e amor, umbanda mora no meu coração e me faz uma pessoa melhor! Priscila

Nando_HTR disse...

Belo texto!!!

Clap clap clap clap!!!

Axé meu caro amigo!

Gizele Aquino disse...

Lendo esse texto também refleti sobre o que é a Umbanda.
Conversando com algumas pessoas percebi claramente que ainda temos a sombra do preconceito muito acentuada, reflexo de anos de ignorância e distorção de valores.
Numa sociedade que se tornou consumista as pessoas tem como valor o dinheiro.
Ainda teremos muitos anos pela frente até que as pessoas e sociedade compreendam que Umbanda é uma religião que prega acima de tudo o amor e a caridade.
Temos a honra de termos em nossa presença nossos amados guias, entidades de luz que também em evolução vem nos auxiliar com seus conselhos sempre com uma palavra amiga com paciência e muito amor.
Costumo dizer que não vou ao terreiro e sim vou encontrar amigos, porque lá tenho meus amigos encarnados irmãos de fé e os desencarnados meus amigos de luz.
Creio que ainda temos muito a evoluir e crescer espiritualmente que o Caboclo Sete Encruzilhadas nos preparou para algo muito maior, tenhamos fé irmãos umbandistas a beleza está na nossa caminhada.
Bjs e Axé pra todos.
Gi

Anônimo disse...

Gostaria que todos da Umbanda pensassem assim. Parabéns.

Julia Cristina

Anônimo disse...

A Umbanda é linda realmente, uma pena mesmo usarem o nome dela para essas safadezas.

Marcio de Oxossi

Anônimo disse...

Infelizmente nem todos pensam assim pai, a maioria faz da religião uma profissão, e não estou falando só da umbanda não, são todaas as religiões.

Catarina Magno

Anônimo disse...

É isso ai meu Pai, falou tudo, muita gente sem carater fingindo ser da
umbanda.

Diogo Carioca

Anônimo disse...

Divinamente bem colocado, nossas entidades nao sao para fazer esse tipo de coisa elas sao muito mais q isso.

Claudinha Xavier

Anônimo disse...

Fazer amarração é realmente algo muito baixo e sem moral vindo de uma
pessoa que não tem mesmo amor próprio, alguem que nem sabe o que é amar a si mesmo, como pode pedir pra amarrar alguém, e pior que tem gente que diz fazer. Sujando o nome da Umbanda.

Marcia de Omulú

Anônimo disse...

Texto bom demais. Eu como Umbandista amei. Saravá.

Anônimo disse...

Um belo texto exaltando nossa religião amada. Sou Umbandista de corpo e
alma sempre.

Anônimo disse...

Lindo lindo. Essa é a verdadeira Umbanda que temos que amar.

Anônimo disse...

Pai, que texto. O senhor soube demonstrar com muita moral o que é Umbanda. Parabéns, foi algo maravilhoso de se ler. Uma lição a muitos. Como se diz, um tapa na cara com luva de pelica. Virei sua fã. Maristela Fernandes Cunha. Belo Horizonte MG

Anônimo disse...

Muito bem dito amigo Carlos. A Umbanda é religião, alias uma linda religião. Muito mais religião que muita coisa que vemos por ai. vamos respeitar. Você expressou muito bem em seu texto. Parabéns. Kátielle Franco

Anônimo disse...

Maravilhoso texto. Parabéns. Fatima

Anônimo disse...

Amo falar de Umbanda. Adoro aprender tudo. Obrigado Carlos de Ogum. Sheilla

Postar um comentário

 
;